Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

29 de maio de 2019, 11h03

Em visita surpresa à Câmara, Bolsonaro aparece para homenagear humorista do SBT

Visita de Bolsonaro à Câmara ocorre um dia após "pacto" entre poderes para tentar aprovar reformas. Presidente participou de sessão solene para o humorista do SBT Carlos Alberto de Nóbrega

Bolsonaro em homenagem a Carlos Alberto de Nóbrega na Câmara (Agência Câmara)

Em visita fora da agenda e sem avisar ninguém, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) apareceu de surpresa nesta manhã de quarta-feira (29) em uma sessão solene que homenageia, na Câmara dos Deputados, o humorista do SBT Carlos Alberto de Nóbrega. “Fiquei surpreso sim, ele não avisou a ninguém”, confirmou ao blog o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Questionado se a visita era um passo para amenizar o atrito entre os poderes, Maia defendeu que o presidente dialogue mais com deputados. “É importante o presidente estar próximo do parlamento. É preciso manter o ambiente descongestionado”, afirmou.

A visita de Bolsonaro ao Congresso ocorre um dia após a reunião entre os chefes de poderes propondo um “pacto” para aprovação de reformas. Onyx Lorenzoni, ministro-chefe da Casa Civil, disse que a visita surpresa “foi um gesto de carinho e respeito com o parlamento”.

Em uma agenda nesta manhã durante lançamento da Frente Parlamentar Mista da Marinha Mercante Brasileira, Bolsonaro disse “que tem a caneta mais poderosa” do que a de Rodrigo Maia. “Eu disse ao Rodrigo Maia: com a caneta eu tenho muito mais poder do que você. Apesar de você, na verdade, fazer as leis, né? Eu tenho o poder de fazer decretos. Logicamente, decretos com fundamento”, relatou.

Veja também:  Atriz e influenciadora digital, Ana Clara Paim compara fim dos likes no Instagram à abolição da escravatura

Maia foi um dos primeiros da cúpula do Congresso a questionar a constitucionalidade de alguns decretos propostos por Bolsonaro, como o que ampliou direito a posse, porte e alterou as regras de comercialização de armas de fogo.

Depois das críticas, o presidente modificou o texto para impedir a compra de fuzis. Nesta terça (28) o ministro Onyx Lorenzoni foi convocado e deve comparecer semana que vem à Câmara para dar explicações aos parlamentares em relação ao decreto.

Questionado sobre a fala de Bolsonaro sobre a caneta mais poderosa, Maia disse que presenciou o encontro e não viu “maldade” por parte do presidente.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum