Imprensa livre e independente
08 de julho de 2019, 12h15

Empresas ligadas a aliados de ACM Neto ganham R$ 715 milhões em contratos com prefeitura de Salvador

As instituições pertencem a parentes de três secretários municipais, de um assessor da Casa Civil, de um assessor do gabinete do prefeito e de um ex-deputado federal do DEM

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Ao menos seis empresas de parentes de aliados de ACM Neto (DEM), prefeito de Salvador, ganharam R$ 715,2 milhões em contratos com a prefeitura da capital baiana, entre janeiro de 2013 e julho de 2019. As instituições pertencem a parentes de três secretários municipais, de um assessor da Casa Civil, de um assessor do gabinete do prefeito e de um ex-deputado federal do DEM. Não houve licitação, exigida por lei, de acordo com reportagem de João Pedro Pitombo, da Folha de S.Paulo. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Entre...

Ao menos seis empresas de parentes de aliados de ACM Neto (DEM), prefeito de Salvador, ganharam R$ 715,2 milhões em contratos com a prefeitura da capital baiana, entre janeiro de 2013 e julho de 2019.

As instituições pertencem a parentes de três secretários municipais, de um assessor da Casa Civil, de um assessor do gabinete do prefeito e de um ex-deputado federal do DEM. Não houve licitação, exigida por lei, de acordo com reportagem de João Pedro Pitombo, da Folha de S.Paulo.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Entre as empresas que mais lucraram na gestão de ACM Neto, estão três empreiteiras que têm como donos parentes de integrantes do governo municipal: Construtora BSM, Metro Engenharia e Roble Serviços. No período entre 2013 e 2018, as empresas receberam, em média, R$ 30 milhões por ano.

A Construtora BSM foi a que mais lucrou entre as três na gestão: R$ 211,8 milhões em repasses desde 2013.

Veja também:  Em maio, engenheiros e Defesa Civil já alertavam sobre risco de rompimento de barragem na Bahia

O sobrinho

A empresa é de propriedade de Bernardo Cardoso, empresário e sobrinho do gerente de projetos da Casa Civil, Manfredo Cardoso. “É um tio distante e o cargo que ele ocupa não tem nenhuma relação operacional com os nossos contratos”, declarou Bernardo.

Além disso, o empresário é primo de Lucas Cardoso, amigo de ACM Neto e apontado pela Odebrecht como tendo recebido recursos de caixa dois para a campanha de 2012 do prefeito. O inquérito sobre o caso foi arquivado.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum