Imprensa livre e independente
12 de julho de 2019, 15h29

Entrevista exclusiva com Afro-X e Dexter sobre a volta do 509-E

A dupla, criada na década de 90 na casa de detenção do Carandiru, volta a se apresentar após 16 anos de sua dissolução

Foto: Reprodução
Afro-X e Dexter, a dupla que colocou a cela 509-E da Casa de Detenção Carandiru na história do rap, voltou para, pelo menos cinco shows em várias capitais do país. A dupla, criada na década de 90 na prisão, volta a se apresentar após 16 anos de sua dissolução. Batizada de Vivos, a turnê resgata clássicos dos discos “Provérbios 13” e “MMII DC (2002 Depois de Cristo)” e não tem pretensões de anunciar novos rumos, apenas celebrar. O primeiro show será em São Paulo, na Audio, uma casa para três mil pessoas, no dia 24 de agosto. Eles conversaram com...

Afro-X e Dexter, a dupla que colocou a cela 509-E da Casa de Detenção Carandiru na história do rap, voltou para, pelo menos cinco shows em várias capitais do país. A dupla, criada na década de 90 na prisão, volta a se apresentar após 16 anos de sua dissolução.

Batizada de Vivos, a turnê resgata clássicos dos discos “Provérbios 13” e “MMII DC (2002 Depois de Cristo)” e não tem pretensões de anunciar novos rumos, apenas celebrar. O primeiro show será em São Paulo, na Audio, uma casa para três mil pessoas, no dia 24 de agosto.

Eles conversaram com a Fórum sobre a volta, os preparativos e também, é claro, a história do grupo. Assista abaixo a entrevista concedida ao editor de cultura Julinho Bittencourt.

Veja também:  Perdida na guerra semiótica, esquerda agora ataca Tabata Amaral

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum