Imprensa livre e independente
19 de outubro de 2018, 08h49

Escândalo de corrupção na campanha de Bolsonaro constrange TSE

Ministro acusam a presidente da corte, Rosa Weber, de falta de jogo de cintura para lidar com a situação

A ministra Rosa Weber. Foto Carlos Humberto/SCo/STF)
A coluna de Mônica Bergamo informa que o escândalo que envolve a campanha de Jair Bolsonaro (PSL), sobre o disparo de mensagens mentirosas anti-PT bancado por empresas de forma ilegal, revelado pela Folha, está causando constrangimento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que não consegue responder ao fenômeno. Rosa Weber, que é presidente da corte, foi acusada por colegas de pouco jogo de cintura ao lidar com a situação e com os próprios pares. Rosa fez reunião com os representantes das campanhas de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), na última quarta-feira (17), e convidou apenas dois ministros para o encontro: Luís Roberto...

A coluna de Mônica Bergamo informa que o escândalo que envolve a campanha de Jair Bolsonaro (PSL), sobre o disparo de mensagens mentirosas anti-PT bancado por empresas de forma ilegal, revelado pela Folha, está causando constrangimento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que não consegue responder ao fenômeno.

Rosa Weber, que é presidente da corte, foi acusada por colegas de pouco jogo de cintura ao lidar com a situação e com os próprios pares.

Rosa fez reunião com os representantes das campanhas de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), na última quarta-feira (17), e convidou apenas dois ministros para o encontro: Luís Roberto Barroso e Edson Fachin, que são também, como ela, integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal).

Os outros magistrados, de outros tribunais que foram preteridos, criticaram a presidente. Um deles afirmou à coluna, sob a condição de anonimato, que Rosa revelou preconceito e que “não existem castas de ministros no TSE. O barco, se um dia afundar, diz ele, leva todos os magistrados juntos”.

Veja também:  Vaza Jato: Dallagnol sugeriu que Moro protegeria Flávio para não desagradar Bolsonaro

Um outro diz que ficou perplexo com o fato de ela nem sequer convidar os magistrados responsáveis por analisar processos de propaganda eleitoral para o encontro.

Questionada, a assessoria da ministra não retornou até o fechamento da coluna.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum