Às vésperas da Copa América, OMS pede “extremo cuidado” em realização de eventos esportivos

Diretor da entidade diz que países que apresentam aumento nos números de casos da Covid-19, como o Brasil, devem reconsiderar a realização das competições

Diretores da Organização Mundial da Saúde (OMS) fizeram um alerta, nesta segunda-feira (7), sobre a realização de eventos esportivos em países onde a transmissão da Covid-19 ainda não está controlada. Às vésperas da realização da Copa América no Brasil, que começa na próxima semana, a entidade pediu que países tenham “extremo cuidado”.

O diretor-executivo de emergências da OMS, Mike Ryan, afirmou que os riscos de eventos esportivos devem ser avaliados. Segundo ele, caso o país não tenha completa segurança, as autoridades devem reconsiderar a realização do evento. 

“Grandes eventos esportivos internacionais são complexos e requerem uma clara estimativa de riscos e o gerenciamento desses riscos”, disse Ryan. “Entendemos que os riscos podem ser reduzidos, mas dificilmente chegam a zero”, completou.

O diretor-executivo ainda alertou para um possível aumento de casos da doença caso o evento não seja realizado com segurança. Ele lembrou, no entanto, que a decisão deve partir dos Estados e dos comitês de organização. 

“Se não houver garantias de gerenciamento de risco, os países certamente deveriam reconsiderar suas decisões em receber qualquer evento que reúne grande número de participantes”, disse Ryan.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR