Carol Solberg é censurada após ser campeã, mas desabafa nas redes: “Fora Bolsonaro”

Atleta que venceu o Circuito Brasileiro de vôlei de praia ao lado de Bárbara Seixas, foi impedida de dar entrevistas “para evitar manifestações”

A jogadora de vôlei de praia Carol Solberg comemorou no último domingo (5), ao lado de sua parceira Bárbara Seixas, o título do Circuito Brasileiro de vôlei de praia. A atleta, no entanto, lamentou em suas redes sociais que as duas campeãs foram proibidas de dar entrevistas “para evitar manifestações”.

“CAMPEÃS BRASILEIRAS 2021!!!!!!! QUE ALEGRIA!! Tô mto emocionada!”, escreveu Carol em sua conta do Instagram. “Muito obrigada a todo mundo que torceu, vibrou e sofreu junto com a gente ao longo dessa temporada!!!! Obrigada a toda nossa equipe e patrocinadores!”, afirmou.

A seguir, Carol disse que “hoje não teve entrevista. Tiraram isso da gente para evitar manifestações. Mas aqui meu microfone tá aberto. FORA BOLSONARO!!!!!!!!”, e completou: “o Brasil é nosso! E isso vai passar!!!”

Críticas recorrentes

A dupla Bárbara Seixas/Carol Solberg faturou o título da temporada 2021. Foi o quarto título nacional para Bárbara Seixas, vice-campeã olímpica na Rio 2016 com Ágatha, enquanto Carol Solberg levou seu segundo Brasileiro.

Carol Solberg já fez várias críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e chegou a sofrer nota de repúdio da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Em outubro, já no Circuito Brasileiro, ela falou sobre as mortes de brasileiros por covid-19:

“Nos completamos 600 mil mortes pela Covid e os torneios não podem passar sem a gente falar sobre isso. Nós temos um presidente que, a essa altura, ainda está defendendo tratamento precoce a essa altura do campeonato, isso é muito grave”, criticou a atleta.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.