CBF critica Anvisa por suspensão de Brasil e Argentina

"A CBF reitera sua decepção com os acontecimentos e aguarda a decisão da CONMEBOL e da FIFA em relação à partida", diz a entidade em nota

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nota neste domingo (5) criticando a intervenção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) durante partida realizada entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

A entidade disse que “lamenta profundamente” o que ocorreu e disse que ficou “surpresa” com a paralisação da partida. “A Anvisa poderia ter exercido sua atividade de forma muito mais adequada nos vários momentos e dias anteriores ao jogo”, disse a CBF.

A CBF nega que tenha tentado interferir “em qualquer ponto relativo ao protocolo sanitário estabelecido pelas autoridades brasileiras”.

“O papel da CBF foi sempre na tentativa de promover o entendimento entre as entidades envolvidas para que os protocolos sanitários pudessem ser cumpridos a contento e o jogo fosse realizado. A CBF reitera sua decepção com os acontecimentos e aguarda a decisão da CONMEBOL e da FIFA em relação à partida”, diz ainda a nota.

Segundo as normas da Anvisa, viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil. Quatro argentinos que atuam na Inglaterra prestaram informações falsas para conseguir chegar ao Brasil. Esses jogadores podem ser deportados e multados.

Em nota, divulgada horas antes da partida, a Anvisa já apontava a gravidade da situação. “A Anvisa considera a situação risco sanitário grave, e por isso orientou às autoridades em saúde locais a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro, nos termos do art. 11, da Lei Federal nº 6437/77”, diz trecho da nota.

A CBF e a Conmebol teriam pressionado para a realização da partida mesmo com a posição contrária da Anvisa.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR