Conmebol suspende semifinal da Copa Sul-Americana por casos de covid

Três atletas da equipe argentina Defensa y Justicia testaram positivo. Confederação queria realizar jogo contra o chileno Coquimbo Unidos mesmo assim, mas foi impedida pelas autoridades sanitárias do Chile e resolveu mudar local da partida para o Paraguai

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) decidiu suspender a partida Coquimbo Unido (Chile) x Defensa y Justicia (Argentina), que aconteceria na noite desta quinta-feira (7), no Estádio Nacional de Santiago.

A medida foi tomada devido à identificação de 3 casos positivos de coronavírus no elenco da equipe argentina.

A Conmebol seu menor importância ao fato e afirmou que a partida poderia acontecer normalmente, sem a presença dos três atletas com covid: o zagueiro Rafael Delgado, o atacante Francisco Pizzini e o volante uruguaio Washington Camacho.

Contudo, as autoridades sanitárias chilenas impediram a partida, alegando que o protocolo estabelecido no país obriga todas as pessoas que estiveram em contato com os casos de positivo a manter ao menos 11 dias de quarentena, ou devem abandonar o país. Assim, todo o elenco e comissão técnica do Defensa y Justicia tiveram que retornar à Argentina, para evitar o confinamento no Chile.

A Conmebol não gostou nada dessa situação, e tomou uma decisão bastante polêmica: além de suspender a partida, a entidade remarcou o jogo para a próxima terça-feira (12), mas não em Santiago, e sim em Assunção do Paraguai.

A controvérsia se dá pelo fato de que o Coquimbo Unido, equipe do Norte do Chile, já havia se queixado por ter sido obrigado pela confederação a jogar em Santiago, e não na sua cidade, que fica a cerca de 500 quilômetros da capital do país. Agora, sua partida de mandante será ainda mais longe, em outro país.

Em entrevista à imprensa chilena, o diretor de futebol do Coquimbo Unido, Pablo Morales, afirmou que o clube pedirá vitória por w.o. e os pontos da partida que não foi realizada nesta quinta.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR