Em carta a atletas, Casagrande detona bolsonarista Ana Paula: “Capaz de defender até esse infame deputado preso”

Pelo Twitter, Ana Paula afirmou que é "o menor dos problemas" de Casagrande, incitando apoiadores a usarem a dependência química do ex-jogador para atacá-lo

O ex-jogador e comentarista esportivo, Walter Casagrande Jr., amanheceu nesta segunda-feira (22) com seu nome entre os temas mais comentados no Twitter após escrever uma carta aberta aos atletas detonando a ex-jogadora de vôlei Ana Paula Henkel, que mora atualmente nos EUA e atua como influenciadora da ultradireita tanto lá, quanto no Brasil, apoiando Jair Bolsonaro (Sem partido).

“Quero pedir desculpas por ter posto no meio de vocês, e por muito tempo, uma pessoa intragável, prepotente, arrogante, defensora de armas, que se disfarçou de jogadora de vôlei, capaz de defender até esse infame deputado preso por ser violento e golpista”, escreveu Casagrande, despertando a ira da horda bolsonarista

Pelo Twitter, Ana Paula afirmou que é “o menor dos problemas” de Casagrande, incitando apoiadores a usarem a dependência química do ex-jogador para atacá-lo.

Fake news
No artigo, Casagrande ainda faz alusão à repercussão que Ana Paula propaga nas redes de informações falsas divulgadas pela milícia virtual bolsonarista.

“Alguém que espalha fake news, assim como o seu ídolo, para difundir mentiras e defender pessoas que não têm a mínima condição de viver em sociedade democrática”, afirmou Casão.

O ex-jogador, que publicou o artigo em seu blog no Globoesporte, lembrou também que a ex-jogadora mora nos EUA e que foi apoiadora de Donald Trump.

“Ana Paula Henkel, defensora dos violentos, dos antidemocráticos, das armas e de tudo que é ruim em nossa sociedade. Que, lembremos, não vive aqui e está sofrendo porque seu outro ídolo perdeu a eleição nos Estados Unidos e, oxalá, sumirá do cenário político”, afirmou.

Leia o artigo de Casagrande na íntegra

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR