sexta-feira, 23 out 2020
Publicidade

Globo revela trechos inéditos de sentença e parte para cima de Robinho, que ataca “emissora do demônio”

"Eram cinco em cima dela", disse Robinho em mensagem revelada na reportagem. Jogador não deu entrevista à emissora e já havia dito que vai "meter uma camisa quando fizer gol: Globo lixo, Bolsonaro tem razão"

Em reportagem de cerca de 10 minutos neste domingo (18), o Esporte Espetacular revelou novos detalhes do processo em que o jogador Robinho foi condenado a 9 anos de prisão na Itália por estupro coletivo.

O programa revelou uma série de trocas de mensagens e conversas entre os acusados após o estupro, ocorrido na madrugada do dia 22 de janeiro de 2013 numa boate de Milão chamada Sio Café.

Segundo a reportagem, a polícia italiana chegou a fazer gravações ambientais dentro do carro do jogador e teria sido justamente essas conversas que provocaram a condenação dos envolvidos. “É necessário revelar o teor de violência das transcrições a seguir”, destaca a narradora.

O documento diz que “há declarações inequívocas de autoacusações e acusação direta contidas em conversas telefônicas e ambientais interceptadas deste janeiro de 2014”.

O estupro teria acontecido no camarim do músico Jairo Chagas, que tocava na boate naquela noite. Em conversa com Jairo em janeiro de 2014, quando foi avisado do processo, Robinho diz que “foi a garota que me raptou”.

“Foi a garota que me raptou. Se eles me chamarem, eu direi isso. Olha, os caras estão na merda. Ainda bem que Deus existe porque eu nem toquei na garota. Eu vi o [encoberto] e outros que transaram com ela… Eles vão se dar mal, não eu. Lembro que os caras que a pegaram foram o [encoberto] e o [encoberto]. Também porque zombaram do [encoberto]. Eram cinco em cima dela”.

Durante depoimento, porém, o jogador teria afirmado que teria feito sexo oral com a garota em um lugar privado na casa noturna. Os investigadores desconfiaram, no entanto.

Em um diálogo com uma amiga em março, Jairo confirma que foi estupro. “Isto não é uma coisa… Chama-se estupro. O que aconteceu se chama estupro”, diz o músico.

A garota chegou a enviar mensagem para Ricardo Falco, empresário e um dos condenados, dizendo que iria acionar um advogado. “Acho que foi falar com um advogado. Eles se aproveitaram de mim, e você sabe disso. Eu não estava definitivamente consciente e nem sei como entrei naquele camarim”, diz a vítima.

A reportagem ainda revelou que Robinho combinou versões de depoimento com Ricardo Falco para tentar enganar os investigadores.

Críticas
O Esporte Espetacular destaca ainda que procurou ouvir Robinho, mas que o atacante disse que não falaria com a emissora.

Em conversas e entrevistas, Robinho tem se comparado a Jair Bolsonaro e ataca a Globo, que segundo ele “é uma emissora do demônio”. “A gente sabe como a TV Globo é uma emissora do demônio. É só você ver as novelas, as programações. Então eu estou em paz. Deus vai dar a vitória. Que se cumpra o propósito de Deus na minha vida”, disse o atacante.

Robinho ainda falou que vai homenagear Bolsonaro quando fizer um gol transmitido pela TV: “Vou meter uma camisa quando fizer gol: Globo lixo, Bolsonaro tem razão”.

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.