Luisa Stefani e Laura Pigossi conquistam primeira medalha olímpica do tênis brasileiro

Disputar os jogos era algo impensável até pouco tempo atrás; após a vitória as duas se jogaram no chão

A dupla Luisa Stefani e Laura Pigossi entrou para a história, neste sábado (31), nas Olimpíadas de Tóquio, ao conquistar a primeira medalha olímpica do tênis brasileiro.

As duas levaram o bronze ao vencerem as russas Veronika Kudermetova e Elena Vesnina, vice-campeãs de Wimbledon, por 2 sets a 1. Após perderem o primeiro set, vencerem o segundo e reverterem o tie-break, no qual chegaram a estar perdendo por 5 a 1, elas viraram e fizeram 11 a 9,1, com quatro match points defendidos.

Disputar os Jogos era algo improvável até pouco tempo atrás para a dupla. Ganhar a inédita medalha para o Brasil, então, provavelmente nem passava pela cabeça delas, que não atuavam como parceiras de quadra até desembarcar no Japão de última hora. Ao fim da partida, a dupla se jogou no chão para celebrar a medalha.

“Ainda não caiu a ficha, mas estou muito feliz por jogar minha primeira Olimpíada e conseguir medalha. Jogar ao lado da Lu e representar o Brasil me emociona muito. Ainda não sei o que estou sentindo”, disse Laura Pigossi.

Laura falou da sensação de sair de uma vaga conquistada em cima da hora para o pódio olímpico. A brasileira lembrou de toda dor pela derrota na semifinal para a dupla suíça Bencic/Golubic.

“Nunca deixamos de acreditar que podíamos. Quando recebi a ligação, falei para a Luísa que as últimas seriam as primeiras. Ela riu, mas acreditou. Já tínhamos enfrentado todas as adversárias e sabíamos que era possível. A derrota na semifinal foi muito dolorida, parecia que tinham enfiado uma faca no meu peito. Ainda bem que tivemos um dia para descansar. Tivemos um jogo difícil contra as russas. A Lu teve um ano incrível e queria dar isso para ela, joguei muito por ela, que está levando o tênis do Brasil para outro patamar”, completou.

Com informações do G1 e da Folha

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR