Na Eurocopa, atacante da Áustria comemora gol com gesto supremacista à la Filipe Martins

Jogador precisou ser contido pelo capitão do time. Nas redes, pediu desculpas e disse que 'não é racista'

Após marcar o terceiro e último gol da Áustria contra a Macedônia do Norte, na Eurocopa 2020, o atacante Marko Arnautovic comemorou o feito com o mesmo gesto supremacista reproduzido pelo assessor do presidente Jair Bolsonaro, Filipe Martins, em sessão do Senado. A disputa aconteceu neste domingo (13).

O gesto de Arnautovic feito com as mãos lembra um “ok”, mas também é conhecido por estar associado a uma saudação utilizada por supremacistas brancos, já que a mão posicionada desse jeito forma as letras WP (“white power”, ou poder branco).

Enquanto comemorava o gol, rodeado de outros jogadores brancos, o atacante de 32 anos precisou ser contido pelo capitão da Áustria, David Alaba, que é negro. Alaba segurou Arnautovic pelo queixo e depois subiu em suas costas.

Alvo de críticas, o atacante foi às redes sociais nesta segunda-feira (14) para dizer que não é racista. “Eu proferi algumas palavras mais acaloradas ontem, motivo pelo qual gostaria de pedir desculpas, especialmente aos meus amigos da Macedônia do Norte e da Albânia. Gostaria de dizer uma coisa e deixar muito claro, eu não sou racista. Tenho amigos em todos os países e defendo a diversidade. Qualquer pessoa que me conhece sabe disso”, escreveu o jogador na sua conta oficial no Instagram.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR