Olimpíada de Tóquio tem o maior número de atletas LGBTs da história

Ao menos 160 esportistas da competição se declaram LGBTs; 15 são brasileiros

Levantamento feito pelo site Outsports aponta que os Jogos Olímpicos de Tóquio são a Olimpíada da diversidade: ao menos 160 atletas se declaram LGBTs, o que representa um recorde.

Para se ter uma ideia, os dois últimos Jogos Olímpicos, de Londres em 2012 e Rio de Janeiro em 2016, somados, reuniram 70 esportistas declaradamente lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, queer e não binários .

O Brasil está entre os 5 países da Olimpíada com mais atletas LGBTs. Ao todo, são 15 competidores e competidoras: Marta (futebol), Andressa Alves (futebol), Bárbara Barbosa (futebol), Formiga (futebol), Letícia Izidoro (futebol), Aline Reis (futebol), Debinha (futebol), Izabela da Silva (atletismo/disco), Babi Arenhart (handebol), Isadora Cerullo (rúgbi), Silvana Lima (surfe), Ana Marcela Cunha (natação), Ana Carolina (vôlei), Carol Gattaz (vôlei) e Douglas Souza (vôlei).

O país que conta com a maior delegação LGBT são os Estados Unidos: 30 atletas no total. O país é seguido por Canadá, com 17 esportistas LGBTs, Grã-Bretanha, com 16, Holanda, também com 16, Austrália, com 12 e Nova Zelândia, com 10.

Confira a lista completa aqui.

Notícias relacionadas

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR