Presidente do Comitê Olímpico de Tóquio 2020 renuncia após declarações machistas

Yoshiro Mori afirmou em entrevista que não gosta de participar de reuniões com mulheres porque “elas falam muito e são irritantes”

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 informou à imprensa japonesa que Yoshiro Mori, presidente dessa entidade, está renunciando ao cargo.

A informação já está sendo veiculada pela imprensa japonesa nesta quinta, mas indica que a renúncia será oficializada somente nesta sexta-feira (12). No entanto, as fontes ligadas à organização dos Jogos afirmam que, na parte, Mori já não faz mais parte dos trabalhos da entidade.

A decisão de Mori acontece dias depois de uma polêmica entrevista para um canal local, no qual disse que se sentia incomodado em participar de reuniões com mulheres, porque “elas falam muito e são irritantes”.

Esse comentário gerou uma avalanche de críticas no Japão e em outros países. A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, chegou a cancelar reuniões com o Comitê Organizador que estavam marcadas para esta semana, em repúdio à declaração.

A imprensa do Japão também especula que o ex-futebolista Saburo Kawabuchi poderia ser o substituto de Mori na liderança da organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O evento foi adiado devido à pandemia de covid-19 e está marcado para acontecer em julho de 2021, embora esta data também esteja sendo questionada, ainda devido à crise sanitária, e poderia acontecer sem publicou ou até mesmo ser cancelado.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR