Rebeca Andrade volta a brilhar com ouro e prata no Mundial de ginástica

Atleta virou a primeira do país a conquistar duas medalhas em uma única edição da competição

Rebeca Andrade voltou a trazer alegrias e conquistas para o Brasil. A medalhista olímpica se tornou neste sábado (23) campeã mundial do salto e fez história ao virar a primeira ginasta do país a conquistar duas medalhas em uma única edição da competição – Rebeca também foi prata nas barras assimétricas.

A atleta entrou para um hall de medalhistas brasileiros em Mundiais, se juntando a Daiane dos Santos, Daniele Hypolito, Jade Barbosa, Diego Hypolito, Arthur Zanetti e Arthur Nory. Neste domingo, às 5h, ela fecha sua participação no Mundial de ginástica, e pode trazer mais uma medalha aos brasileiros na decisão da trave.

Rebeca ficou com uma média de 14,966 pontos no salto, quase um ponto à frente da segunda colocada, a italiana Asia D’Amato, com 14,083. A russa Angelina Melnikova completou o pódio, com 13,966. Já nas barras assimétricas, ela ficou em segundo lugar, atrás da chinesa Wei Xiaoyuan, que fez 14,733 pontos.

Rebeca fez história nas Olimpíadas ao ganhar medalha de prata no individual geral e ouro na prova de salto da ginástica artística. As duas medalhas foram as primeiras da ginástica feminina do Brasil em Jogos Olímpicos e, com as conquistas, ela se tornou a primeira brasileira a receber duas medalhas em uma mesma edição das Olimpíadas.

Avatar de Carolina Fortes

Carolina Fortes

Repórter colaborativa no site Emerge Mag e antiga editora-assistente no site da Jovem Pan. Ex-repórter no site Elástica. Formada em jornalismo e faz a segunda graduação em Letras na Universidade de São Paulo (USP). Acredita no jornalismo como forma de impacto social e defende maior inclusão e representatividade.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR