sábado, 31 out 2020
Publicidade

Santos suspende contrato com Robinho; pouco antes, jogador disse que faria gol e homenagearia Bolsonaro

A revelação de detalhes do processo em que o atleta foi condenado, a pressão de torcedoras e a ameaça de patrocinadores fizeram a diretoria do clube voltar atrás

O Santos divulgou uma nota na tarde desta sexta-feira (16) anunciando a suspensão do contrato com o jogador Robinho. Nesta manhã, o GloboEsporte divulgou gravações que comprovam que ele participou de estupro coletivo na Itália. Esses diálogos foram usados no processo em que a justiça italiana condenou o atacante.

“O Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”, anunciou o clube.

A nota foi divulgada após diversos patrocinadores (Brahma, Philco, Tekbond, Kicaldo e Casa de Apostas) pressionarem o clube pela suspensão do contrato em razão do que foi revelado pelo GE. Desde a chegada na Vila Belmiro, uma forte campanha contra a contratação explodiu, principalmente entre torcedoras. Robinho foi condenado em 2017 na Itália a nove anos de prisão pelo crime de estupro de uma mulher, com outros cinco homens. Os diálogos expostos nesta sexta foram usados no processo.

Em áudios enviados a amigos, jogadores e pessoas que seriam ligadas à diretoria do Santos vazados na tarde desta sexta-feira, o atleta tripudiou da situação. Ele dizia estar sendo perseguido pela Rede Globo e prometeu homenagear o presidente Jair Bolsonaro.

“Deus está me preparando para algo muito maior. No deserto, é nesses ataques que você se aproxima de Deus e se prepara. A gente tem N exemplos aí. Você viu o que fizeram com o Bolsonaro antes da eleição? O ataque que fizeram ao cara? Falando que o Bolsonaro era isso e aquilo? Que o Bolsonaro era racista, fascista, que era assassino? E quanto mais eles batiam no Bolsonaro, mais ele crescia. Então estou em paz mesmo, de coração. Não estou preocupado com eles”, diz Robinho em um dos áudios, obtido pela coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

Sobre a Globo, ele disse que a “emissora não preserva coisas boas, dão muita ênfase pra coisa negativa, querem ganhar ibope”. “A gente sabe como a TV Globo é uma emissora do demônio. É só você ver as novelas, as programações. Então eu estou em paz. Deus vai dar a vitória. Que se cumpra o propósito de Deus na minha vida. Meter gol neles, ‘tamo junto’. Vou meter uma camisa quando fizer gol: ‘Globo lixo, Bolsonaro tem razão'”, declarou ainda.

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.