São Paulo leva mascote negro a campo, em homenagem a Leônidas da Silva

Estreia de Diamantinho, nome do personagem, foi no jogo contra o Grêmio na Copa do Brasil

Se em campo o São Paulo não conseguiu fazer nenhum tento na noite desta quarta-feira (30) no Morumbi, no jogo contra o Grêmio, fora dele a equipe marcou um gol de placa. É que, na partida válida pela semifinal da Copa do Brasil, o clube estreou um novo mascote. E ele é negro.

O personagem foi batizado como Diamantinho, em alusão ao apelido do ex-jogador Leônidas da Silva, que era conhecido como Diamante Negro. Inventor do gol de bicicleta, Leônidas é um ídolo da história do Tricolor paulista.

Para divulgar a ação, o São Paulo publicou em suas redes sociais uma foto do mascote tradicional, o santo uniformizado, com o novo personagem.

A ação foi “aplaudida” por outro mascote. A Lindona da Bahêa, que representa o Bahia, saudou a chegada do Diamantinho.

Em campo, o São Paulo ficou no 0 a 0, resultado que lhe tirou a vaga na final da Copa do Brasil.  

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.