Segunda Tela

13 de março de 2018, 10h11

Estudante que levou golpe de cassetete na cabeça se filia ao PT e anuncia candidatura

O caso aconteceu durante manifestação em Goiânia. Mateus passou 16 dias internado e teve múltiplas fraturas

O estudante do curso de Ciências Sociais da Uni­versidade Federal de Goiás [UFG], Mateus Ferreira da Silva, anunciou em sua conta no Facebook, no último sábado (10), a sua filiação ao Partido dos Trabalhadores, com o objetivo de se candidatar a deputado estadual.

Mateus ficou internado durante 16 dias no Hospital de Urgências de Goiânia [Hugo] em consequência de um golpe de cassetete que levou do capitão Augusto Sampaio, subcomandante da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar, durante manifestação, ocorrida em Goiânia, em 2017.

O estudante passou por duas cirurgias plásticas para reconstruir o rosto, teve pós-traumatismo cranioence­fálico e múltiplas fraturas, interven­ção de última geração da odontolo­gia, e ficou com uma cicatriz.

Logo após a sua filiação, Mateus postou:

“Escolho o PT porque é um partido que tem ligação com a luta dos trabalhadores, dos movimentos do campo e dos jovens, é um partido forte que nos permite sonhar, que olhou para os pobres e para as necessidades das pessoas

Chego hoje às fileiras do PT para trabalhar por condições mais justas para cada pessoa do Estado de Goiás, com o compromisso de retribuir todo carinho e acolhimento que recebi nesse Estado, traduzindo isso em ações concretas na política

Veja também:  Lindbergh crítica "esquerda frouxa" na defesa da Previdência

Inauguro uma página oficial aqui no Facebook, para que todos possam acompanhar essa nova fase da minha trajetória.”

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum