Imprensa livre e independente
09 de novembro de 2016, 14h33

Estudantes são impedidos de acompanhar votação da PEC55 e recebidos com spray de pimenta

Os estudantes foram do Paraná à Brasília para acompanhar a votação da PEC55 no Senado e foram impedidos pela Policia de entrar no local.

Os jovens foram do Paraná à Brasília para acompanhar a votação da PEC55 na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e foram impedidos pela Policia Legislativa de entrar no local. Policiais usaram violência para conter os manifestantes Por Matheus Moreira Dezenas de estudantes foram reprimidos pela Polícia Legislativa, nesta quarta-feira (9), na porta do Senado Federal, em Brasilia. Vindos de Curitiba, principalmente, os estudantes tinham como objetivo assistir a votação da PEC55, aprovada na Câmara dos Deputados como PEC 241, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Ao tentar entrar no prédio, os estudantes foram impedidos pela polícia...

Os jovens foram do Paraná à Brasília para acompanhar a votação da PEC55 na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e foram impedidos pela Policia Legislativa de entrar no local. Policiais usaram violência para conter os manifestantes

Por Matheus Moreira

Dezenas de estudantes foram reprimidos pela Polícia Legislativa, nesta quarta-feira (9), na porta do Senado Federal, em Brasilia. Vindos de Curitiba, principalmente, os estudantes tinham como objetivo assistir a votação da PEC55, aprovada na Câmara dos Deputados como PEC 241, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Ao tentar entrar no prédio, os estudantes foram impedidos pela polícia legislativa, que utilizou de métodos violentos contra os jovens.

No vídeo, ao fim desta reportagem, policiais aparecem empurrando pessoas e, em determinado momento, um agente utiliza, aleatoriamente, spray de pimenta contra a multidão. É possível ver que mesmo sem qualquer proximidade com estudantes, o agente segue utilizando o equipamento indiscriminadamente.

Com a confusão, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) deixou a comissão onde a PEC está sendo debatida e se uniu a Humberto Costa (PT) para dialogar com os estudantes. Duas representantes dos secundaristas foram autorizadas a entrar no prédio e acompanhar o debate e participar de uma audiência pública, às 14h.

Veja também:  Capa de Veja permite narrativa para um novo AI-5

De acordo com parlamentares petistas, uma das estudantes tinha o ombro deslocado devido à violência policial de outro protesto.

 

 

Foto: Vinicius Borba, Jornalistas Livres

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum