Imprensa livre e independente
03 de maio de 2016, 19h23

Estudantes secundaristas ocupam Alesp contra ‘máfia das merendas’

A principal reivindicação dos jovens é a instalação de uma CPI que investigue o esquema de desvio de recursos que tem como suspeitos de participação membros do alto escalão do governo de São Paulo, além do presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB). De acordo com deputados petistas, Tropa de Choque da PM estaria a caminho do local para expulsar os estudantes. “Só saíremos daqui com a CPI instalada”, afirmam Por Redação  Estudantes secundaristas da rede pública de ensino ocupam, neste momento, o plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) em protesto contra a chamada ‘máfia das merendas’ e o sucateamento...

A principal reivindicação dos jovens é a instalação de uma CPI que investigue o esquema de desvio de recursos que tem como suspeitos de participação membros do alto escalão do governo de São Paulo, além do presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB). De acordo com deputados petistas, Tropa de Choque da PM estaria a caminho do local para expulsar os estudantes. “Só saíremos daqui com a CPI instalada”, afirmam

Por Redação 

Estudantes secundaristas da rede pública de ensino ocupam, neste momento, o plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) em protesto contra a chamada ‘máfia das merendas’ e o sucateamento da educação estadual. A principal reivindicação dos jovens é a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue o esquema de desvio de recursos que tem como suspeitos de participação membros do alto escalão do governo paulista, incluindo o presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB).

“Estamos ocupando para tentar achar o ladrão da merenda, que já sabemos o nome, sobrenome e o cargo que ele ocupa. Por isso, estamos aqui avisando que somente iremos nos retirar de dentro desse plenário quando a CPI da merenda for efetivada. Enquanto as escolas são sucateadas, Capez e Alckmin continuam enriquecendo”, afirmou Camila Lanes, presidenta da União Brasileira dos Estudantes (UBES).

Veja também:  Danilo Gentilli faz piada com agressão sofrida pelo padre Marcelo Rossi

“É um movimento muito importante, democrático, uma aula de cidadania. Espero que os deputados e o governador ouçam esses estudantes”, afirmou o deputado estadual João Paulo Rillo (PT) que, junto com o deputado Carlos Giannazi (PSOL), fez um apelo para que estudantes, professores e militantes de movimentos sociais compareçam à Alesp. “É importante que compareçam pois aqui na Alesp estão obstruindo qualquer investigação em relação ao roubo da merenda”, disse o psolista.

De acordo com a bancada petista, a Tropa de Choque da Polícia Militar estaria a caminho da Casa para expulsar os estudantes, como tentou fazer nesta segunda-feira (2) na ocupação de alunos do Centro Paula Souza.

Foto: Anderson Bahia / UJS

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum