Imprensa livre e independente
25 de setembro de 2015, 10h10

“Eu votaria no Haddad”, diz prefeita de Paris em debate na Sciences Po

Anne Hidalgo fez a declaração após Haddad contar que havia sido questionado se não estava arriscando demais em seu governo e colocando sua reeleição em risco; ambos participaram da inauguração da Escola de Urbanismo da Sciences Po, uma das universidades mais renomadas do mundo Por Nina Santos, em seu blog  Fernando Haddad à esquerda e Anne Hidalgo à direita (Foto: Nina Santos) A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, encerrou o debate entre ela e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, na noite desta quinta-feira (24), dizendo que votaria no prefeito paulista. Ela fez a declaração após Haddad contar que havia sido...

Anne Hidalgo fez a declaração após Haddad contar que havia sido questionado se não estava arriscando demais em seu governo e colocando sua reeleição em risco; ambos participaram da inauguração da Escola de Urbanismo da Sciences Po, uma das universidades mais renomadas do mundo

Por Nina Santos, em seu blog 

eu-votaria-no-haddad-diz-prefeita-de-paris

Fernando Haddad à esquerda e Anne Hidalgo à direita (Foto: Nina Santos)

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, encerrou o debate entre ela e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, na noite desta quinta-feira (24), dizendo que votaria no prefeito paulista. Ela fez a declaração após Haddad contar que havia sido questionado se não estava arriscando demais em seu governo e colocando sua reeleição em risco.

Os prefeitos participaram de um debate promovido pela renomada universidade Sciences Po, em Paris, para marcar a inauguração de sua Escola de Urbanismo. Para o diretor da Sciences Po, Frédéric Mion, Haddad e Hidalgo são exemplos de prefeitos inovadores e progressitas. Uma sala lotada de estudantes escutou atentamente as estratégias dos dois políticos para mudar a realidade de suas cidades.

Veja também:  Deltan desiste de comparecer à Câmara para depor sobre Vaza Jato

Após serem apresentados pelo decano da universidade, Patrick le Galés, como “dois prefeitos que sabem arriscar”, Haddad e Hidalgo discutiram diversos temas comuns às duas cidades, tais como o impacto de novas tecnologias como o Uber e o AirBnB e a relação entre questões sociais e ambientais. “Todos os problemas sociais são também ambientais, não podemos separar”, afirmou Haddad. Hidalgo ressaltou a importância do poder público para garantir o direito à cidade para todos: “A regra do mercado não pensa nas pessoas em situação precária, com deficiência, nas crianças e nos idosos”.

Ambos considerados prefeitos inovadores em suas cidades, eles destacaram a importância de arriscar para construir coisas novas. Atualmente a prefeita Anne Hidalgo propõe uma revisão dos processos de decisão na cidade de Paris que afetaria tanto a relação com o executivo nacional quanto a participação cidadã. Já Haddad afirmou que se apóia em vários estudos acadêmicos e experiências internacionais para implantar suas políticas, mas que “não podemos ter medo de testar hipóteses e isso significa correr riscos”.

Veja também:  Maia questiona competência de Eduardo e diz que foco "ideológico" não pode prevalecer sobre "questão comercial"

Também estiveram presentes ao evento o embaixador do Brasil na França, Paulo Campos, a primeira-dama de São Paulo, Ana Estela Haddad – que cumpre uma agenda de visitas a equipamentos voltados a crianças e jovens de Paris – e o representante do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO) em Paris, Leonardo Martins.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum