Imprensa livre e independente
28 de maio de 2018, 08h27

Ex-guerrilheiro, Gustavo Petro disputará segundo turno na Colômbia

Gustavo Petro vai enfrentar senador direitista Ívan Duque

O ex-prefeito de Bogotá e ex-guerrilheiro Gustavo Petro irá disputar o segundo turno na Colômbia contra o senador direitista Ívan Duque. Petro teve 4.851.254 (25,08%) de votos, enquanto Duque liderou a votação com 7.569.693 votos (39,14%). Com 100% dos votos apurados, 19,6 milhões de pessoas foram às urnas no domingo (27). O economista Gustavo Petro chega ao segundo turno em uma façanha eleitoral. As primeiras pesquisas indicavam que o candidato patinava com apenas 10% da preferência dos eleitores. Ele se apresentou à população como uma alternativa ao poder estabelecido no país e contra as oligarquias que dominam a política local....

O ex-prefeito de Bogotá e ex-guerrilheiro Gustavo Petro irá disputar o segundo turno na Colômbia contra o senador direitista Ívan Duque. Petro teve 4.851.254 (25,08%) de votos, enquanto Duque liderou a votação com 7.569.693 votos (39,14%). Com 100% dos votos apurados, 19,6 milhões de pessoas foram às urnas no domingo (27).

O economista Gustavo Petro chega ao segundo turno em uma façanha eleitoral. As primeiras pesquisas indicavam que o candidato patinava com apenas 10% da preferência dos eleitores. Ele se apresentou à população como uma alternativa ao poder estabelecido no país e contra as oligarquias que dominam a política local.

Leia também

Saiba o que está em jogo nas eleições presidenciais da Colômbia

Em situação antagônica, o senador Ívan Duque construiu sua campanha no primeiro turno prometendo a destruição do complexo acordo de paz selado com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Embora tente vender a imagem de novidade na política colombiana, ele é cercado de apoios das mais tradicionais e conservadoras figuras do cenário político do país.

Veja também:  Pimenta confirma uso de mensagens em ação contra Dallagnol: "Transformaram a Lava Jato num grande negócio"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum