Imprensa livre e independente
31 de dezembro de 2018, 08h52

Facada no mito: se PF faz vistas grossas, caberá ao Congresso Nacional investigar a verdade

Praticamente esquecida pela grande imprensa, a facada contra Bolsonaro volta à tona às vésperas da posse depois da publicação do documentário "A Facada no Mito", repleto de perguntas sem respostas; cabe às instituições preservar a democracia e o próprio processo eleitoral investigando os acontecimentos - Por Alencar Santana

Reprodução/YouTube
Por Alencar Santana Braga* Praticamente já esquecida pela grande imprensa, a facada (ou atentado, como chamaram os jornais) contra o então candidato Jair Bolsonaro, em 6 de setembro, ainda não foi completamente esclarecida para a opinião pública do país. O assunto volta à tona às vésperas da posse do agora presidente eleito depois da publicação de um vídeo documentário chamado “A Facada no Mito”, repleto de perguntas sem respostas e que deixam, ao menos, duvidosos até aqueles que antes repudiavam qualquer possibilidade de uma ação armada para tentar alterar o rumo das eleições brasileiras. Fatos como a relação entre o...

Por Alencar Santana Braga*

Praticamente já esquecida pela grande imprensa, a facada (ou atentado, como chamaram os jornais) contra o então candidato Jair Bolsonaro, em 6 de setembro, ainda não foi completamente esclarecida para a opinião pública do país.

O assunto volta à tona às vésperas da posse do agora presidente eleito depois da publicação de um vídeo documentário chamado “A Facada no Mito”, repleto de perguntas sem respostas e que deixam, ao menos, duvidosos até aqueles que antes repudiavam qualquer possibilidade de uma ação armada para tentar alterar o rumo das eleições brasileiras.

Fatos como a relação entre o agressor e os militantes de Bolsonaro pouco antes da facada – inclusive com um dos homens que prenderam o acusado fazendo uma estranha contagem regressiva pouco antes do golpe que feriu o candidato – são mostrados no vídeo e incrivelmente ignorados pelo inquérito da Polícia Federal.

Independentemente da lesão ao candidato, que passou por cirurgias em importantes hospitais, não há como negar alguns fatos:

Veja também:  Moro deixará agente em centro de inteligência dos EUA para "compartilhamento de informações"

– a eleição foi fortemente afetada e a vitória de Bolsonaro pode ter sido garantida pela comoção gerada pelo episódio.
– não se trata – como diz o próprio documentário – de um crime comum, mas de uma ação contra um presidenciável em ato de sua campanha.
– muitas questões apontadas pelo documentário ainda não foram elucidadas e o próprio agressor e seu advogado deram afirmações ambíguas em entrevistas e depoimentos.

Dessa forma, cabe às instituições preservar a democracia e o próprio processo eleitoral investigando os acontecimentos de forma isenta e buscando a verdadeira narrativa dos fatos. Se a Polícia Federal não se mostrou capaz ou mesmo disposta a isso, o próprio Congresso Nacional, eleito pelo voto e diretamente comprometido com o processo eleitoral, tem essa obrigação de investigar e dar respostas à sociedade.

Para tirar suas próprias conclusões, recomendo o documentário:

*Alencar Santana Braga é deputado federal eleito pelo PT de São Paulo 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum