Imprensa livre e independente
25 de junho de 2019, 19h02

Fachin contraria proposta de Gilmar Mendes de liberdade provisória a Lula

O ministro do STF Edson Fachin votou contra proposição de Gilmar Mendes de conceder liberdade provisória a Lula em razão das denúncias não apuradas da Vaza Jato

O ministro do STF, Edson Fachin. Foto: Marcelo Camargo/ABr
O ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), votou contra proposição de Gilmar Mendes de conceder liberdade provisória ao ex-presidente Lula enquanto são analisadas as decnúncias levantadas pelas reportagens do The Intercept Brasil. “Não vejo, ao menos por ora, razões para alterar meu voto. Não se tem notícia de que o aludido material [mensagens] tenha sido submetido a escrutínio das autoridades”, afirmou o ministro em sua votação. Fachin foi contrário, em dezembro, ao HC de Lula que pedia suspeição de Sérgio Moro. Esse pedido voltou nesta terça-feira (25) à Segunda Turma do STF...

O ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), votou contra proposição de Gilmar Mendes de conceder liberdade provisória ao ex-presidente Lula enquanto são analisadas as decnúncias levantadas pelas reportagens do The Intercept Brasil.

“Não vejo, ao menos por ora, razões para alterar meu voto. Não se tem notícia de que o aludido material [mensagens] tenha sido submetido a escrutínio das autoridades”, afirmou o ministro em sua votação.

Fachin foi contrário, em dezembro, ao HC de Lula que pedia suspeição de Sérgio Moro. Esse pedido voltou nesta terça-feira (25) à Segunda Turma do STF com a devolução do processo por parte de Gilmar, que pediu vistas.

Ainda faltam 3 ministros votarem, o placar está empatado em 1×1. A proposta que de Gilmar que está sendo votada pelos ministros é que Lula seja solto até que o pedido de habeas corpus seja totalmente analisado pela Segunda Turma.

Mais cedo, a Segunda Turma rejeitou por maioria um primeiro habeas corpus apresentado pela defesa de Lula. Este primeiro questionava uma decisão monocrática do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Félix Fischer, que negou liberdade ao petista.

Veja também:  A Lava Jato é um partido sem legenda

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum