Imprensa livre e independente
20 de fevereiro de 2019, 14h07

Filho de presidente da Câmara do Rio é indiciado por feminicídio, após espancar ex-mulher por 3 horas

À época, Jorge Felippe (MDB) divulgou vídeo nas redes sociais repudiando a violência doméstica cometida pelo filho. "Com tristeza tive conhecimento pelas redes sociais de ato de violência do meu filho contra sua companheira. Não foram esses os ensinamentos que passamos. Quem pratica violência tem que responder pelo ato"

Empresário Fábio Tuffy Felippe espancou a mulher, Thais Cristine Felippe (Reprodução)
O empresário Fábio Tuffy Felippe, filho do presidente da Câmara dos Vereadores do Rio, Jorge Felippe (MDB), foi indiciado por tentativa de feminicídio contra a ex-mulher, Thais Cristine Felippe. Thais foi espancada durante 3 horas em 21 dezembro, após ter se separado do empresário. Ela foi ameaçada com uma faca e foi agredida com socos, chutes e empurrões. Em fotos, ela aparece com o rosto inchado e os olhos roxos. A denúncia foi feita por parentes da vítima, que não passou por exame de corpo de delito, mas que teve as informações do prontuário do hospital particular em que foi...

O empresário Fábio Tuffy Felippe, filho do presidente da Câmara dos Vereadores do Rio, Jorge Felippe (MDB), foi indiciado por tentativa de feminicídio contra a ex-mulher, Thais Cristine Felippe.

Thais foi espancada durante 3 horas em 21 dezembro, após ter se separado do empresário. Ela foi ameaçada com uma faca e foi agredida com socos, chutes e empurrões. Em fotos, ela aparece com o rosto inchado e os olhos roxos.

A denúncia foi feita por parentes da vítima, que não passou por exame de corpo de delito, mas que teve as informações do prontuário do hospital particular em que foi atendida incluídos no inquérito como prova da agressão.

Segundo a Polícia Civil, o inquérito foi remetido ao Ministério Público, que decidirá se irá ou não apresentar denúncia à Justiça.

À época, Jorge Felippe divulgou um vídeo nas redes sociais repudiando a violência doméstica cometida por seu filho. O vereador pediu punição as responsáveis.

“Com tristeza tive conhecimento pelas redes sociais de ato de violência do meu filho contra sua companheira. Não foram esses os ensinamentos que passamos. Quem pratica violência tem que responder pelo ato”, disse.

Veja também:  Opinião: Por que não gosto da deputada Tabata Amaral

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum