Imprensa livre e independente
27 de abril de 2017, 15h49

Forte aparato militar em Brasília anuncia ação violenta na greve de amanhã

Quantidade de integrantes da Força Nacional, com armamentos pesados, está chamando a atenção da população na Esplanada dos Ministérios Por Redação O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) postou nesta quinta-feira (27), em sua página no Facebook, um vídeo mostrando a grande quantidade de integrantes da Força Nacional, em Brasília, com armamento pesado. O parlamentar percorreu a Esplanada dos Ministérios e revelou que a área em torno do Congresso Nacional já está isolada para a greve geral que ocorrerá amanhã em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. Na gravação, Pimenta classifica o aparato militar como “desproporcional” diante da manifestação...

Quantidade de integrantes da Força Nacional, com armamentos pesados, está chamando a atenção da população na Esplanada dos Ministérios

Por Redação

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) postou nesta quinta-feira (27), em sua página no Facebook, um vídeo mostrando a grande quantidade de integrantes da Força Nacional, em Brasília, com armamento pesado. O parlamentar percorreu a Esplanada dos Ministérios e revelou que a área em torno do Congresso Nacional já está isolada para a greve geral que ocorrerá amanhã em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência.

Na gravação, Pimenta classifica o aparato militar como “desproporcional” diante da manifestação pacífica e democrática programada para acontecer na capital do país. “Por que uma mobilização desta amplitude? O que explica o tamanho desta situação que estamos vendo aqui em Brasília? Sem dúvida alguma, uma situação extremamente preocupante”, afirmou.

Na última terça-feira (25), a cidade assistiu a cenas de violência e repressão da Polícia Militar contra indígenas que participavam da 14ª edição do Acampamento Terra Livre. A corporação usou spray de pimenta, balas de borracha e bombas de gás contra os manifestantes – incluindo idosos e crianças – durante a mobilização que luta pelos direitos dos povos indígenas e demarcação de terras.

Veja também:  Novos vazamentos: Noblat tripudia em Moro e Dallagnol

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum