Breno Altman: Para quem achava Bolsonaro biruta, Cabo Daciolo é um aloprado

Breno Altman foi entrevistado no programa Fórum Eleições, exibido ao vivo às 21h, de segunda a sexta, com o editor da Fórum, Renato Rovai.

Em entrevista ao programa Fórum Eleições, o jornalista Breno Altman, diretor do Opera Mundi, comentou o fator Ursal (União das Repúblicas Socialistas da América Latina) e o debate dos presidenciáveis que foi ao ar no último dia 9 na TV Bandeirantes. Durante o debate, Cabo Daciolo (Patriota) questionou o candidato Ciro Gomes (PDT) sobre a Ursal. “O senhor é um dos fundadores do Foro de São Paulo. O que pode falar sobre o Plano Ursal? Tem algo a dizer para a nação brasileira?”

“Estamos falando aqui de um plano de nova ordem mundial. É a União das Repúblicas Socialistas da América Latina, que seria para unir a América do Sul, formando uma única nação. Quero deixar claro que em nosso governo o comunismo não vai ter vez. Deixar muito claro para os EUA e para China que aqui eles não terão vez. Tem algo a dizer para a nação brasileira?”, disse Cabo Daciolo.

Quase não conseguindo esconder o riso, Ciro Gomes negou ser fundador do Foro São Paulo e disse: “Meu estimado Cabo, eu tive o prazer de lhe conhecer hoje e pelo visto o amigo não me conhece. Eu não sei o que é isso (Pano Ursal), não fui fundador do Foro de São Paulo e acho que está respondido”.

Para Altman, “para quem já achava Bolsonaro biruta, Cabo Daciolo é aloprado” e “faz o Bolsonaro parecer moderado, palatável e aceitável”. “Tradicionalmente um líder fala o que os liderados gostariam de ouvir. O Trump é isso, ele fala o que parte de seus liderados gostariam de falar, falam ou que tinham medo de falar, o Bolsonaro é assim”, afirmou.

Leia também: Sete verdades sobre o Foro de São Paulo

Acompanhe entrevista na íntegra:

Avatar de Thais Prado

Thais Prado

Estudante de Jornalismo e estagiária da Revista Fórum.