Imprensa livre e independente
09 de julho de 2017, 19h26

“Fui demitido por ser negro e ter cabelo black”

"Me tiraram de um navio e me deixaram numa sociedade amargurada de padrões e rótulos pra serventia", afirmou

Da Redação Robson Sá relatou racismo sofrido no ambiente de trabalho nas redes sociais. Segundo ele, seu supervisor pediu para que ele fosse mais “arrumadinho”. “Ao final do expediente, meu supervisor me chamou pra conversar pedindo pra que, a partir daquele dia, eu viesse mais ‘arrumadinho’, ‘tirasse a barba’ e que olhasse em torno da operação pra ver o nível das pessoas. Me senti estranho, diferente, mas acreditei ser fruto da minha imaginação e que ‘de repente’ não tinha acertado no look ‘frist job’ (blusa polo, jeans e tênis social)”, contou.”Comprei roupas novas, blusas sociais, sapato sempre engraxados.. nada disso contribuía!”,...

Da Redação

Robson Sá relatou racismo sofrido no ambiente de trabalho nas redes sociais. Segundo ele, seu supervisor pediu para que ele fosse mais “arrumadinho”. “Ao final do expediente, meu supervisor me chamou pra conversar pedindo pra que, a partir daquele dia, eu viesse mais ‘arrumadinho’, ‘tirasse a barba’ e que olhasse em torno da operação pra ver o nível das pessoas. Me senti estranho, diferente, mas acreditei ser fruto da minha imaginação e que ‘de repente’ não tinha acertado no look ‘frist job’ (blusa polo, jeans e tênis social)”, contou.”Comprei roupas novas, blusas sociais, sapato sempre engraxados.. nada disso contribuía!”, disse.

De acordo com Robson, a justificativa para o deligamento foi a de que ele não havia se adequado à empresa. “Só um negro sabe o sabor e a dor das nossas conquistas e indiferenças sociais. Me tiraram de um navio e me deixaram numa sociedade amargurada de padrões e rótulos pra serventia”, afirmou.

O depoimento de Robson viralizou. Até a publicação desta matéria, a publicação tinha recebido 14 mil reações, quase 6 mil compartilhamentos e 1,6 mil comentários, a maioria com mensagens de solidariedade.

Veja também:  Ministro da Educação comemora "sacode" que dirigentes da UNE levaram da polícia

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum