Imprensa livre e independente
10 de julho de 2019, 22h53

Funcionário diz que Vale foi avisada sobre vazamento 7 meses antes de barragem romper

Mineradora teria ignorado o alerta dos trabalhadores, segundo depoimento a CPI; acidente causou pelo menos 247 mortes

A barragem de Brumadinho rompeu no dia 25 de janeiro (Foto: Ricardo Stuckert)
Por Brasil de Fato  Um funcionário da Vale afirmou nesta terça-feira (9) que a empresa foi avisada sobre um vazamento de rejeitos na barragem de Brumadinho (MG) sete meses antes do rompimento que causou a morte de pelo menos 247 pessoas – entre elas o pai desse funcionário. Fernando Henrique Barbosa Coelho relatou o episódio durante depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais que investiga as responsabilidades pelo acidente. Leia também Tribunal mineiro condena Vale por tragédia de Brumadinho Coelho trabalha na mineradora há 17 anos. Em Brumadinho, era operador mecânico e responsável pelo bombeamento de...

Por Brasil de Fato 

Um funcionário da Vale afirmou nesta terça-feira (9) que a empresa foi avisada sobre um vazamento de rejeitos na barragem de Brumadinho (MG) sete meses antes do rompimento que causou a morte de pelo menos 247 pessoas – entre elas o pai desse funcionário.

Fernando Henrique Barbosa Coelho relatou o episódio durante depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais que investiga as responsabilidades pelo acidente.

Leia também
Tribunal mineiro condena Vale por tragédia de Brumadinho

Coelho trabalha na mineradora há 17 anos. Em Brumadinho, era operador mecânico e responsável pelo bombeamento de rejeitos da barragem. O pai dele, Olavo, trabalhava havia 40 anos no local.

Ele contou que, no dia em que foi identificado o vazamento, pessoas da empresa buscaram seu pai em casa às 22h40 para verificar o que estava ocorrendo. Olavo teria constatado que os danos eram irreversíveis e alertou para o risco de rompimento.

Após o depoimento, em entrevista aos jornalistas, Coelho declarou emocionado: “Perdi pai, perdi primo, mas não é só isso, não. Perdi mais de 150 amigos”.

Veja também:  Vaza Jato: Em nota, Moro nega ter liberado dinheiro para Dallagnol fazer vídeo publicitário

“Estabilidade”

Questionada, a Vale afirmou em nota que suas inspeções não detectaram anomalias ou risco de ruptura. Segundo a mineradora, a barragem possuía declarações de estabilidade e passava por auditorias externas e independentes.

“Havia inspeções quinzenais, reportadas à Agência Nacional de Mineração, sendo a última datada de 21 de dezembro de 2018. A estrutura passou também por inspeções nos dias 8 e 22 de janeiro deste ano, com registro no sistema de monitoramento da Vale”, registrou o comunicado.

O rompimento ocorreu em 25 de janeiro.

Mortos

As buscas por corpos continuam em Brumadinho. Na última sexta-feira (5), os bombeiros localizaram mais uma pessoa sob a lama, a terceira desde o começo deste mês.

As mortes confirmadas somam 247. Outros 23 corpos ainda não foram encontrados. Todos os dias, os bombeiros localizam partes de corpos que seguem para exame de DNA. Mais de 100 amostras aguardam os resultados desses exames.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum