Imprensa livre e independente
15 de novembro de 2018, 11h10

Futuro ministro das Relações Exteriores repete que nazismo é ideologia de esquerda

Nomeado por Jair Bolsonaro como futuro chanceler, Ernesto Araújo defendeu, em um artigo em que faz rasgados elogios a Donald Trump, que o nazismo é uma ideologia de esquerda

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil Contestado até mesmo pelos diplomatas que atuam no Itamaraty, Ernesto Araújo, o escolhido por Jair Bolsonaro para o Ministério das Relações Exteriores, vem repetindo a mentira que os defensores do militar apregoavam na campanha eleitoral. Em artigo intitulado “Trump e o Ocidente”, escrito em 2017, Araújo afirma que o nazismo é uma ideologia de esquerda. Acompanhem o trecho: “E, na crise espiritual dos anos 20, tomou forma um movimento que pioraria ainda mais a situação para o lado nacionalismo: o socialismo se dividiu em duas correntes, uma que permaneceu antinacionalista; e outra que, para chegar ao...

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Contestado até mesmo pelos diplomatas que atuam no Itamaraty, Ernesto Araújo, o escolhido por Jair Bolsonaro para o Ministério das Relações Exteriores, vem repetindo a mentira que os defensores do militar apregoavam na campanha eleitoral. Em artigo intitulado “Trump e o Ocidente”, escrito em 2017, Araújo afirma que o nazismo é uma ideologia de esquerda. Acompanhem o trecho:

“E, na crise espiritual dos anos 20, tomou forma um movimento que pioraria ainda mais a situação para o lado nacionalismo: o socialismo se dividiu em duas correntes, uma que permaneceu antinacionalista; e outra que, para chegar ao poder, na Itália e na Alemanha, sequestrou o nacionalismo, deturpou e escravizou o sentimento nacional genuíno para seus fins malévolos, gerando o fascismo e o nazismo (nazismo = nacional‑socialismo, ou seja, o socialismo nacionalista)”.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você não pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“A partir da experiência nazifascista e dessa contaminação do sentimento nacional autêntico pelo movimento revolucionário socialista, o nacionalismo tornou‑se praticamente inviável no Ocidente, ou pelo menos na Europa, inclusive porque, após a II Guerra, a gigantesca máquina de propaganda marxista conseguiu apagar qualquer traço do caráter essencialmente socialista do fascismo e do nazismo, colocando sobre o nacionalismo toda a culpa pela catástrofe”.

Veja também:  Doria defende Moro usando a lógica de que os fins justificam os meios

Embaixador

Araújo repete o “mantra” de apoiadores de Bolsonaro. A polêmica provocou uma reação da embaixada da Alemanha no último mês de setembro. O embaixador alemão no Brasil, Georg Witschel, declarou, em entrevista à Deutsche Welle (DW), que “nunca ouvi uma voz séria na Alemanha argumentando que o nacional-socialismo foi um movimento de esquerda”.

A divulgação de um vídeo nas redes sociais da embaixada causou revolta, especialmente entre os eleitores de Bolsonaro. O argumento se baseia, sobretudo, em uma declaração do deputado Eduardo Bolsonaro, que afirmou em 2016, via Twitter, que o “nazismo é esquerda”.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum