Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

17 de junho de 2019, 20h31

Gabinete do relator da Previdência emprega ex-prefeito condenado por improbidade administrativa

Samuel Moreira (PSDB-SP) emprega em seu gabinete ex-prefeito de Tatuí, Luiz Eduardo Vieira de Camargo, condenado na justiça por improbidade administrativa

O deputado federal e relator da Reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), emprega em seu gabinete na Câmara dos Deputados, em Brasília, o ex-prefeito de Tatuí (SP), Luiz Gonzaga Vieira de Camargo (PSDB), condenado na justiça por improbidade administrativa por permitir o ex-secretário de Meio Ambiente de sua gestão atuasse na função e também como médico na Santa Casa da cidade, descumprindo portanto a chamada dedicação integral para o cargo comissionado no município.

Em 2016 o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) manteve a decisão em primeira instância, em sentença do juiz Rubens Petersen Neto, que condenou ambos pelo enquadramento nos artigos 10 e 11 da lei de improbidade administrativa (Lei 8.429/1992), em permitir, facilitar ou concorrer para que terceiro se enriqueça ilicitamente e por praticar ato proibido por lei, respectivamente.

Gonzaga, como é conhecido em sua terra natal, candidatou-se ao cargo de deputado estadual em 2018, também por São Paulo, porém não foi eleito.

Em Brasília o ex-prefeito ajuda Samuel na articulação política com a base de prefeitos do interior de São Paulo. Como o relator da Previdência está concentrado nas articulações em torno do texto, Gonzaga tem recebido prefeitos do Estado para despachos internos em assuntos referentes a emendas parlamentares.

Veja também:  Paulo Pimenta: Moro não pode pedir licença, isso é ilegal

Até a tarde desta segunda-feira (17) o nome do ex-prefeito continua como “ativo” entre os servidores lotados no gabinete do relator da Previdência.

Procurado pelo blog a assessoria de imprensa de Samuel Moreira esclarece que a contratação de Luiz Gonzaga Vieira passou pelo escrutínio da Câmara, que não detectou irregularidades na nomeação. Caso seja verificada alguma ilegalidade, o funcionário será exonerado.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum