Segunda Tela

22 de junho de 2018, 08h48

Galvão Bueno discute com comissário por assento na classe executiva; veja o vídeo

Na gravação, locutor discute em tom elevado com funcionário: "Não aponte o dedo pra mim"

O narrador Galvão Bueno. Foto: Reprodução Rede Globo

O locutor esportivo da Rede Globo Galvão Bueno se envolveu em uma confusão quando fazia uma viagem de trem entre Moscou e São Petersburgo em vídeo divulgado nas redes sociais nesta quinta-feira (21). Ele discute com o comissário para conseguir um assento na classe exevutiva, mas é informado que todos os lugares do setor estão ocupados. Galvão fica transtornado e discute com o funcionário em um tom de voz elevado.

“Não aponte o dedo pra mim”, diz Galvão, apontando o dedo para o funcionário. O comissário informa que não há assento disponível e Galvão responde: “Sim, assento disponível”.

Não é possível saber se o fim do dilema de Galvão por um assento na classe executiva pois o autor do vídeo se retirou antes do grande problema na vida do narrador que é a cara e a voz do esporte da Rede Globo há mais de 30 anos.

Veja também:  Presidente do PDT responde críticas de Tabata e diz que ela defende uma “democracia da conveniência”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum