Imprensa livre e independente
15 de março de 2019, 06h59

Gilmar Mendes chama Deltan Dallagnol de “gangster”: “São uns cretinos”

Alvo preferencial dos lavajatistas, Mendes também revidou os ataques feitos pelo procurador Rodrigo Castor, citando artigo em que o membro da PGR critica a Justiça eleitoral. “Gentalha, despreparada, não tem condições de integrar o Ministério Público"

Gilmar Mendes (Divulação/STF)
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), aprofundou a guerra contra procuradores da Lava Jato na sessão da corte desta quinta-feira (14), que manteve na Justiça Eleitoral processos de crimes de corrupção quando houver caixa 2. Leia também: Moro, Dallagnol e Lava Jato são derrotados no STF Mendes atacou duramente o procurador Deltan Dallagnon, chefe da Lava Jato, chamando-o de “gangster”. “Isso não é método de instituição, é método de gângster. Isso é uma disputa de poder em que se quer amedrontar as pessoas. Fantasmas e assombração aparecem para quem neles acredita”, disse o ministro. Segundo Mendes, Dallagnol quer...

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), aprofundou a guerra contra procuradores da Lava Jato na sessão da corte desta quinta-feira (14), que manteve na Justiça Eleitoral processos de crimes de corrupção quando houver caixa 2.

Leia também: Moro, Dallagnol e Lava Jato são derrotados no STF

Mendes atacou duramente o procurador Deltan Dallagnon, chefe da Lava Jato, chamando-o de “gangster”. “Isso não é método de instituição, é método de gângster. Isso é uma disputa de poder em que se quer amedrontar as pessoas. Fantasmas e assombração aparecem para quem neles acredita”, disse o ministro.

Segundo Mendes, Dallagnol quer criar um fundo eleitoral para atacar e amedrontar os outros poderes. “O que se pensou com essa fundação do Deltan Dallagnol foi criar um fundo eleitoral. Era para isso. Imagina o poder. Imagina quantos blogs teriam, quanta coisa teria a disposição. Veja a injustiça, veja a ousadia desse tipo de gente”, disparou.

Alvo preferencial dos lavajatistas, Mendes também revidou os ataques feitos pelo procurador Rodrigo Castor, citando artigo em que o membro da PGR critica a Justiça eleitoral. “Gentalha, despreparada, não tem condições de integrar o Ministério Público. Nem pensamento estratégico tem. São uns cretinos”, afirmou.

Veja também:  Advogado de Lula rebate fake news de colunista d'O Globo: "Factualmente incorreta"

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum