Vídeo: Policial tortura e mata homem negro por asfixia durante prisão nos EUA

"Eu não consigo respirar", implorou George Floyd enquanto agente pressionava seu pescoço. Assassinato causou revolta em Minneapolis. Cenas são chocantes

Reprodução
Escrito en GLOBAL el

Quatro policiais de Minneapolis, nos Estados Unidos, foram demitidos nesta terça-feira (26) após envolvimento na tortura e assassinato de um homem negro por asfixia durante sua prisão na segunda-feira (25). Vídeo mostra George Floyd, de 46 anos, algemado e deitado de bruços no chão, enquanto um agente pressiona o joelho contra seu pescoço por minutos.

“Não consigo respirar”, implorava Floyd, enquanto o policial lhe dizia apenas para permanecer calmo. Pedestres que testemunharam a asfixia pediram para que o agente parasse, mas a tortura continuou e os demais policiais impediram a aproximação de outras pessoas do local.

“Ele não respirava mais, não se mexia mais, verifiquei o seu pulso”, relatou uma testemunha enquanto a polícia esperava uma ambulância chegar para socorrer Floyd, o que demorou vários minutos. O homem foi levado a um hospital, onde morreu pouco depois.

A família de George Floyd denunciou uso “excessivo e desumano” de força policial e acusou os agentes de racismo. Nesta terça, a população de Minneapolis depositou flores no local da morte e manifestantes levaram cartazes com os dizeres “parem de matar negros”.

De acordo com o portal Jornalistas Livres, Floyd havia sido detido por suspeita de falsificação em uma loja. A prisão foi registrada em uma live de 10 minutos no Facebook por uma das testemunhas do crime.

Cuidado: Vídeo contém cenas fortes

https://twitter.com/rogeriotomazjr/status/1265539406661857281