A CASTA AGRADECE

Plano Motosserra de Milei penaliza pobres e favorece quem tem dólares

Potencial é grande de distúrbios sociais

Mentira escrita.Quem está cheio de dólares se deu bem na Argentina, mas Milei disse em campanha que a "casta tinha medo" deleCréditos: Reprodução Instagram
Escrito en GLOBAL el

O plano econômico de ajustes anunciado esta noite pelo ministro da Economia da Argentina, Luis Caputo, penaliza os mais pobres e beneficia quem tem economias em dólares: ele desvaloriza o peso oficialmente em 54%.

Isso significa que os argentinos que não dispõem de dólares guardados no Exterior ou sob o colchão vão acordar muito mais pobres na quarta-feira, 13 de dezembro.

Ao cotar o dólar oficialmente em 800 pesos, o governo beneficia quem tem reservas em dinheiro dos Estados Unidos.

Em tese, teriam incentivo para gastar ou repatriar suas economias e investir.

O plano abre o país para importações, supostamente com o objetivo de combater a inflação.

Tarifaço

Foram eliminados os subsídios para o transporte e os serviços, o que resultará em aumento das passagens de trem, metrô, serviços de gás e energia elétrica.

O governo federal deixará de fazer transferências não obrigatórias para as províncias, obrigando os governos locais a fazerem seu próprio ajuste.

Caputo admitiu em seu discurso que a situação vai piorar:

Estamos herdando uma inflação reprimida que é resultado da política monetária expansiva dos últimos quatro anos e dos controles de preços que no longo prazo nunca funcionam. Quem foi ao supermercado já viu que vários preços aumentaram quase 100%. Vai ficar pior durante alguns meses, particularmente em termos de inflação: falo isso porque, como diz o presidente, é preferível dizer uma verdade incômoda que uma mentira confortável

Com a suspensão de todas as licitações, inclusive das obras ainda não iniciadas, o governo deixa de fazer investimentos.

Ficará tudo por conta da iniciativa privada.

Para evitar uma explosão social, projetos sociais de emprego e alimentação foram reforçados.

O FMI, no qual a Argentina está pendurada, reagiu imediatamente -- e bem -- ao pacote.

É a "casta" de Washington.

Setores do peronismo já marcaram manifestações de protesto para os próximos dias.

Para os turistas brasileiros, a desvalorização do peso em tese é benéfica, mas pode acabar compensada pela disparada dos preços.