BRASIL NO MUNDO

VÍDEO - Lula na Alemanha: "O Brasil é a bola da vez, é só investir"

Presidente brasileiro fala com jornalistas após participar de jantar oferecido pelo primeiro-ministro alemão, Olaf Scholz, em Berlim

Créditos: Ricardo Stuckert - Presidente Lula durante Jantar em sua homenagem oferecido pelo Chanceler da Alemanha, Olaf Scholz.
Escrito en GLOBAL el

O presidente Lula chegou neste domingo (3) a Berlim para uma visita de três dias à Alemanha. Em seu primeiro compromisso ele participou de um jantar oferecido pelo primeiro-ministro alemão, Olaf Scholz.

Na saída do compromisso, o presidente conversou com jornalistas e comentou que o jantar com os ministros da Alemanha e com o chanceler Scholz foi "excepcional".

Lula informou que nesta segunda-feira (4) participará de uma reunião intensa de trabalho e antecipou que o governo brasileiro tem interesse em reforçar a parceria estratégica com a Alemanha.

Ele analisou que depois da queda do muro de Berlim, em novembro de 1989, a Alemanha se voltou muito a ocupar espaço na Alemanha Oriental e que há muito tempo o país não investe na América do Sul, sobretudo no Brasil.

Eeles já fizeram todas as fábricas que tinham que fazer nos países da Europa Oriental, já fizeram os investimentos, já ganharam o direito de exportação, agora é preciso voltar para o Brasil. E sobretudo nesse momento que o Brasil está trabalhando a questão de energia limpa, de renovação, transição energética, Amazônia, biodiversidade, o Brasil é a bola da vez, é só investir.

Assista 

Durante a estadia de Lula em solo alemão, estão previstas reuniões de alto nível com líderes do país para discutir parcerias e cooperações em diversas áreas, incluindo energiaindústriacombate às fake news e transição ecológica.

A agenda do presidente inclui a assinatura de acordos nas áreas de meio ambiente, mudança do clima, agricultura, bioeconomia, saúde, ciência, tecnologia e inovação, além do desenvolvimento global e combate à desinformação.

Mercosul - União Europeia

A visita também contemplará discussões sobre o acordo Mercosul-União Europeia, com Lula encontrando-se com o presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, a presidente do Senado, Manuela Schwesig, e parlamentares da coalizão governista.

Posteriormente, Lula terá um almoço de trabalho com Scholz, seguido pela 2ª Reunião de Consultas Intergovernamentais de Alto Nível, onde serão formalizados os acordos de cooperação entre Brasil e Alemanha.

A Alemanha, terceira maior economia mundial, é um parceiro estratégico do Brasil, especialmente nos setores tecnológico e industrial, com mais de mil empresas alemãs operando no Brasil. O comércio bilateral alcançou US$ 19 bilhões em 2022 e US$ 15,9 bilhões entre janeiro e outubro de 2023.

Antes de chegar à Europa, Lula participou da COP 28 no Oriente Médio e cumpriu agendas na Arábia Saudita e no Catar. Após a visita à Alemanha, o presidente brasileiro retornará ao Brasil para a cúpula do Mercosul no Rio de Janeiro em 7 de dezembro.