Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de novembro de 2019, 21h22

Alberto Fernández, presidente eleito da Argentina, diz que golpe na Bolívia é inaceitável e cobra eleições imediatas

"O rompimento institucional na Bolívia é inaceitável. O povo boliviano deve escolher, o quanto antes, em eleições livres e informadas, seu próximo governo", sentenciou

Reprodução

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, fez uma declaração no Twitter condenando o golpe na Bolívia movido contra o presidente Evo Morales neste domingo (10). Fernández

“Na Bolívia, um golpe de estado foi consumado como resultado das ações conjuntas de civis violentos, pessoal policial aquartelado e passividade do exército. É um golpe perpetrado contra o presidente Evo Morales, que pedia um novo processo eleitoral”, declarou Fernández.

O argentino ainda condenou o colapso institucional e defendeu que sejam realizadas eleições livres o mais rápido possível. “O rompimento institucional na Bolívia é inaceitável. O povo boliviano deve escolher, o quanto antes, em eleições livres e informadas, seu próximo governo”, sentenciou. “Vamos defender fortemente a democracia em toda a América Latina. Após esse colapso institucional, a Bolívia deve retornar o mais rápido possível ao caminho da democracia através do voto popular e sem proscrição”, completou.

“O compromisso da Argentina com a institucionalidade e contra qualquer forma de golpe de estado no continente deve ser total. Espero que as autoridades atuais atuem com o mesmo princípio, preservando a integridade física daqueles que podem ser perseguidos pelo golpe e colaborem até 10 de dezembro com a recuperação da democracia na Bolívia”, disse, cobrando o atual presidente, Maurício Macri, que deixa o posto em dezembro.

Golpe na Bolívia


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum