Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de setembro de 2019, 10h45

Aliado de Bolsonaro, Netanyahu tem robô bloqueado por campanha de ódio no Facebook

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, que concorre à reeleição, foi punido pelo Facebook por publicação de 'bot' da campanha que incitava ódio contra árabes

Bolsonaro e Benjamin Netanyahu durante sua visita a Israel (Alan Santos/PR

Concorrendo à reeleição, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu foi punido pelo Facebook após um robô de sua campanha divulgar mensagem de ódio contra os árabes, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira pela agência EFE.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Os árabes querem nos aniquilar”, diz a mensagem, que foi distribuída por um robô que faz as mídias sociais de Netanyahu, um dos principais aliados de Jair Bolsonaro no cenário internacional, no Facebook.

O Facebook informou que o robô da campanha de Netanyahu violou as políticas de discurso de ódio da rede social e que por isso decidiu suspendê-lo por 24 horas. “Também descobrimos que o ‘bot’ estava fazendo mau uso da plataforma no período de tempo permitido para ligar para as pessoas”.

O Likud, partido liderado por Netanyahu, afirmou que a postagem não foi aprovada pelo primeiro-ministro, que discorda da mensagem. Um porta-voz ainda teria dito que a publicação foi “um erro de um funcionário da campanha”.

O candidato da Lista Unida, Ayman Odeh, que reúne os partidos árabes de Israel, afirmou que a decisão do Facebook foi tomada depois de uma denúncia feita pela coalizão. “Ontem pedimos diretamente ao Facebook que parasse de ser uma tribuna para a incitação perigosa de Netanyahu”, escreveu no Twitter.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum