O que o brasileiro pensa?
14 de julho de 2020, 11h37

Alto Executivo do Vale do Silício é expulso de restaurante e depois demitido por insulto racista

Michael Lofthouse foi obrigado a pedir demissão do cargo de CEO da empresa Solid8, após chamar uma mulher de “pedaço de m… asiática”. Garçonete que o expulsou do restaurante ganhou "gorjeta" de 82 mil dólares

A garçonete Gennica Cochran (de costas) expulsa o executivo Michael Lofthouse do restaurante por suas ofensas racistas contra outra cliente (foto: reprodução Dailymotion)

Os fatos aconteceram no dia 4 de julho, no restaurante Lucia, na região de Carmel Valley, na Califórnia (ao sul de San Francisco).

A jovem estadunidense Liz Chan estava com sua família comemorando o aniversário de uma tia. Após cantar o “parabéns pra você”, começaram a ouvir insultos de uma mesa próxima, onde estava o engenheiro Michael Lofthouse, que se mostrou incomodado com o barulho. “Fo…-se asiáticos! Voltem para qualquer país asiático de onde vocês vieram. Vocês não pertencem a este lugar”, teria dito o vizinho de mesa.

Outro parente de Liz passou a gravar a cena com seu celular quando ela começou a responder os insultos, desafiando Lofthouse a repeti-los: “diz isso novamente, está com vergonha agora?”.

O engenheiro, que era CEO da empresa da Solid8 (uma das empresas de tecnologia do famoso Vale do Silício), reagiu mostrando o dedo do meio. O gesto levou a garçonete Gennica Cochran a interceder a favor de Chan, e pedir ao executivo que deixasse o local – e, até aquele momento, o fazia de forma discreta.

Mas Lofthouse não pararia por ali. Enquanto colocava o casaco para sair do restaurante, ele disse que se sentia ofendido por ser repreendido daquela maneira por causa de “um pedaço de m… asiática”, se referindo a Liz Chan. A frase despertou a indignação de Cochran, que passou a ser muito mais enérgica ao expulsar o executivo: “Você não é bem-vindo. Fora daqui, agora! Você não pode tratar os nossos clientes dessa forma!”.

Dissemos que Lofthouse “era” CEO da empresa Solid8? Sim, porque a família de Chan publicou o vídeo nas redes sociais, e a repercussão levou a uma forte pressão popular contra a empresa, que levou o engenheiro a pedir demissão do cargo.

Em um email enviado pelo próprio à CNN, ele disse que sua decisão tinha o intuito de proteger seus colegas das consequências dos seus atos: “Meu dever é garantir que minhas ações pessoais não continuem a ter um impacto negativo sobre as pessoas mais próximas a mim”.

Além da demissão do executivo, o incidente também inspirou uma campanha de apoio à Gennica Cochran, já que Lofthouse a ameaçou antes de deixar o restaurante, e tentou falar com o gerente do estabelecimento para pedir sua demissão.

Um grupo de apoiadores da garçonete criou uma campanha de “gorjeta virtual”, doações na rede para ajudá-la a enfrentar as represálias, e já reuniu cerca de 82 mil dólares, que serão entregues diretamente a ela.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum