Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de novembro de 2019, 10h23

Após acordo histórico, grupos de direita cobrem praça chilena com intervenção pedindo “paz”

O cenário foi montado horas depois de oficializado o acordo histórico entre parlamentares governistas e opositores para a realização de um plebiscito que definirá a fórmula para se realizar a nova constituição do país – que sepultará definitivamente a atual, imposta em 1980 pelo ditador Augusto Pinochet

Praça Itália, em Santiago, e pedido de paz após acordo para nova constituição no Chile (Reprodução)

Direto do Chile, Especial para a Fórum

Na manhã desta sexta-feira (15), a praça que ainda é chamada oficialmente como Praça Itália, no centro de Santiago, amanheceu com uma instalação de enormes lonas brancas cobrindo a totalidade do seu espaço e um cartaz pendurado na estátua do general Baquedano com a palavra “PAZ” em letras garrafais.

O cenário foi montado horas depois de oficializado o acordo histórico entre parlamentares governistas e opositores para a realização de um plebiscito que definirá a fórmula para se realizar a nova constituição do país – que sepultará definitivamente a atual, imposta em 1980 pelo ditador Augusto Pinochet.

O acordo entre o governo e a oposição foi possível depois que o presidente Sebastián Piñera, cedendo à pressão das ruas, aceitou que a assembleia constituinte fosse uma das opções de fórmula constitucional que constará no plebiscito, que deve ser realizado em abril de 2020.

Apesar de nenhum grupo ou organização ter assumido a autoria da instalação pela paz, segundo alguns meios da imprensa chilena afirmam que teria sido obra de um grupo de amigos ligados a entidades juvenis de partidos de direita como UDI (União Democrata Independente) e Evópoli (Evolução Democrática), especialmente por promover a ideia de que o recente acordo pela nova constituição deveria significar o fim dos protestos diários no país, que acontecem desde o dia 18 de outubro.

Ao menos nesta sexta-feira, esse pedido não terá sucesso, pois já está convocada uma grande manifestação na mesma praça, que deverá ser o termômetro da aceitação popular ao acordo desta quinta-feira, e acontecerá na mesma praça, que os meios de comunicação ainda chamam de Praça Itália, mas que os manifestantes passaram a denominar como Praça da Dignidade – inclusive foi instalada uma placa especial para rebatizar o local.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum