#Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de julho de 2019, 12h53

Após terceiro caso de tremores em público, Merkel tenta afastar rumores sobre sua saúde

A chanceler alemã apresentou o problema pela terceira vez em apenas três semanas, mas assegurou que está tratando o problema: “estou apta para trabalhar”.

A premiê alemã se manifestou após prisão de suspeito por assassinato de aliado (BMVI-DE - 19.set.2019/Arquivo)

Durante encontro em Berlim com o primeiro-ministro finlandês, Antti Rinne, nesta quarta-feira (10), a chanceler alemã Angela Merkel teve outro mal-estar em público, o que acendeu novamente os alertas sobre a sua saúde na imprensa do país.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Após o incidente, Merkel participou normalmente da entrevista coletiva programada com os jornalistas, onde as perguntas sobre o ocorrido foram inevitáveis, mas ela tentou expressar tranquilidade. “Estou apta para trabalhar, e também me tratando, para resolver o que aconteceu. Esse processo claramente não está finalizado, mas há progresso, e terei de viver com isso por algum tempo, mas asseguro que estou muito bem, e não há motivo para preocupação comigo”, afirmou.

As imagens mostram o corpo de Merkel tremendo durante um momento protocolar do evento, em situação muito parecida a do primeiro caso, há três semanas, quando ela mostrou o mesmo problema durante a visita do presidente ucraniano, Volodymyr Zelenski.

Esta é a terceira vez que Merkel apresenta esse problema em público, em um período de um mês – a segunda foi na véspera da sua viagem à Osaka, para a cúpula do G-20, ao lado do presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier.

Angela Merkel está no poder na Alemanha desde 2005 e atravessa o seu quarto mandato consecutivo, que terminará em 2021.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum