Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de dezembro de 2019, 18h15

Aprovação de Piñera no Chile é de 4,6% após protestos contra política neoliberal

O presidente chileno perdeu metade do já pouco prestígio que mostrou a pesquisa de outubro (quando tinha 9,1%), realizada uma semana depois dos primeiros protestos.

Ato pede a renúncia de Piñera no Chile (Reprodução)

Após 45 dias de manifestações incessantes em todo o pais, contra o seu governo e o modelo econômico neoliberal, o presidente chileno Sebastián Piñera teve uma nova queda importante em sua popularidade.

De acordo com o instituto Pulso Ciudadano, o empresário e político neoliberal é aprovado por apenas 4,6%, perdendo metade do já pouco prestígio que mostrou a pesquisa de outubro (quando tinha 9,1%), realizada uma semana depois dos primeiros protestos.

Além disso, 77,2% das pessoas consideram que o pais precisa de uma nova constituição para substituir a atual, imposta em 1980 pelo ditador Augusto Pinochet, e 58,3% preferem que essa nova carta magna seja elaborada por uma assembleia constituinte, algo que nunca aconteceu na história do Chile.

A pesquisa foi realizada na última semana de novembro, entre os dias 27 e 29.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum