Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de fevereiro de 2019, 12h56

Mídia internacional associa mortes no Rio à política anticrime de Bolsonaro e Moro

Matéria da Associated Press (AP), reproduzida por diversos veículos internacionais, associou a execução de 13 pessoas, em operação policial nos morros da Coroa e Fallet-Fogueteiro, ao discurso de campanha de Jair Bolsonaro de premiar policiais que matarem criminosos

Uma matéria da Associated Press (AP), agência de notícias com sede em Nova York, associou diretamente a morte de 13 pessoas, durante operação policial nos morros da Coroa e Fallet-Fogueteiro, ao discurso de campanha de Jair Bolsonaro de premiar policiais que matarem criminosos.

Segundo moradores ouvidos pela Ponte, foi uma execução, não houve trocas de tiros e os policiais  do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), a tropa de elite da PMERJ (Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro), entraram e mataram.

“O novo presidente de extrema-direita do Brasil, Jair Bolsonaro, fez campanha com promessas de ser enérgico em relação ao aumento da criminalidade e disse que policiais que matam criminosos deveriam receber medalhas, não ser processados.”

Nos Estados Unidos, os sites do jornal The New York Times e dos canais de televisão Fox News e ABC News reproduziram a matéria. No Reino Unido, o Daily Mail também publicou o texto na íntegra, com cinco fotos da AP, e alertou o leitor de que as imagens eram fortes.

Em uma das fotos, corpos envolvidos em panos ensanguentados estão empilhados na carroceria de uma caminhonete onde também estão sentados policiais. Em outra, que também foi publicada pela Fox News e ABC, uma moradora corre desesperada pela rua.

“O fotógrafo disse que ela estava gritando que a polícia se preparava para ‘executar’ pessoas dentro de uma casa nas proximidades”, informa a matéria. “Em um determinado momento, um tiro foi ouvido de dentro de uma casa e, instantes depois, dois oficiais fortemente armados foram vistos em uma caminhonete carregando dois corpos enrolados em lençóis ensopados de sangue”, prossegue a agência internacional.

Pacote Anticrime

A recente divulgação de um Pacote Anticrime pelo ex-juiz e ministro da Justiça de Bolsonaro, Sérgio Moro, aumentou a preocupação por parte de defensores dos direitos humanos de que cresçam os assassinatos por policiais. O pacote, que ainda será votado pelo Congresso, prevê a redução e até isenção de pena para policiais que causarem mortes em serviço.

Sérgio Moro tem dito que o pacote representa o cumprimento do que Bolsonaro prometeu na campanha e uma resposta à sociedade, que, ao elegê-lo, teria votado por um endurecimento no combate ao crime.  Ele nega que a proposta dê aos policiais “licença para matar”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum