Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de setembro de 2019, 09h39

Ativistas ambientais recebem Ricardo Salles com protestos em Berlim 

De acordo com informação vazada pelo Greenpeace, Salles se reuniria no local com representantes de grandes indústrias alemãs, entre elas as gigantes do setor químico Basf e Bayer, conhecidas pela produção de agrotóxicos. No entanto, o ministro não compareceu ao local

Foto: Reprodução/Greenpeace

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que está de viagem a Europa para atrair investimentos estrangeiros e discutir o futuro do Fundo Amazônia, foi recebido nesta segunda-feira (30) com protestos em frente à Câmara de Comércio e Indústria da Alemanha, em Berlim. A ONG Greenpeace e um grupo de resistência ao governo de Jair Bolsonaro formaram uma corrente humana para bloquear a entrada do ministro na Câmara.

O grupo estendeu uma faixa na fachada do prédio com a frase “sem acordos com criminosos do clima”, em referência ao acordo entre o Mercosul e a União Europeia (UE), e exibiram o tronco de uma árvore em chamas. Na tora, estava escrito: “Não destruam a Amazônia.” Os ativistas ainda ancoraram um barco no rio Spree, que passa ao lado da sede da confederação.

Inicialmente, uma agenda de Salles vazada pelo Greenpeace indicava que o ministro se reuniria no local com representantes de grandes indústrias alemãs, entre elas as gigantes do setor químico Basf e Bayer, conhecidas pela produção de agrotóxicos.

O giro na Europa do ministro mostra sua tentativa de reverter o derretimento da imagem do Brasil no exterior. De acordo com a Embaixada do Brasil em Berlim, Salles pretende ter encontros com autoridades do governo alemão, empresários e com a mídia local. Nesta manhã, o ministro deu uma entrevista ao jornal conservador Frankfurter Allgemeine Zeitung.

Também está previsto que Salles se encontre com a ministra do Meio Ambiente, Svenja Schultze, com o ministro da Cooperação e do Desenvolvimento, Gerd Muller, e possivelmente com o ministro das Relações Exteriores, Heiko Maas.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum