Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de fevereiro de 2020, 16h01

Ator com nanismo arrecada mais de R$800 mil para levar menino que queria se matar à Disney

Brad Williams se comoveu com a história do menino australiano de apenas 9 anos que pediu uma corda para se matar por conta do bullying que sofre na escola

Reprodução

A comovente história do pequeno australiano Quaden Bayles, de apenas 9 anos, rodou o mundo e provocou uma onda de solidariedade. A mãe do menino, Yarraka Bayles, gravou um vídeo em que ele aparece chorando após sofrer um episódio de bullying na escola e dizendo que queria tirar a própria vida.

“Me dê uma corda, eu quero me matar. Eu só quero me esfaquear no coração, quero que alguém me mate”, diz o menino, que vive com acondroplasia, o tipo mais comum de nanismo. A intenção da mãe ao compartilhar o vídeo, que viralizou, era conscientizar as pessoas sobre as consequências do bullying.

E deu certo. Nesta sexta-feira, o comediante norte-americano Brad Williams, que vive com o mesmo tipo de nanismo de Quaden, organizou uma vaquinha virtual e arrecadou mais de R$800 mil para levar a criança e sua mãe à Disneylândia.

“Isso não é apenas para Quaden, é para quem sofreu bullying na vida e ouviu que não era bom o suficiente”, escreveu o ator em suas redes sociais.

Dezenas de outras pessoas, incluindo artistas e pessoas famosas nos Estados Unidos e na Austrália, enviaram mensagens de apoio a Quaden para que ele não se sinta inferiorizado e nem sozinho.

No sábado (22), a equipe nacional de rugby australiana Indigenous All Stars fará uma homenagem ao menino, que comparecerá em seu estádio.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum