O que o brasileiro pensa?
14 de dezembro de 2019, 20h35

Bolívia: Jeanine Añez anuncia que mandado de prisão contra Evo Morales sairá “nos próximos dias”

A autoproclamada presidenta da Bolívia disse que Evo Morales atrapalha seus planos de "defender a democracia e a liberdade". O ex-líder sindical está como refugiado na Argentina após ter sido derrubado por um golpe de Estado

Reprodução/Twitter

Durante cerimônia com militares realizada neste sábado (14), a autoproclamada presidente da Bolívia, Jeanine Añez, anunciou que em poucos dias será emitida ordem de prisão contra o ex-presidente Evo Morales. Añez tomou o poder no país após consumação do golpe de Estado que derrubou Morales.

“Certamente nos próximos dias o mandado de prisão será emitido [contra Morales], já fizemos as denúncias relevantes”, informou Añez. Ela afirmou ainda que Morales pode voltar ao país “quando quiser”, mas que “deve enfrentar a Justiça”. O governo golpista acusa o ex-presidente de sedição e terrorismo.

A presidenta de fato ainda afirmou que busca “defender a democracia e a liberdade” e afirmou que o que ela pede para Morales é que ele a deixe “viver em paz”.

Morales, que estava asilado inicialmente no México, chegou à Argentina nesta semana. Diretamente do país vizinho, ele atuará como como coordenador da campanha do seu partido, o MAS, nas próximas eleições que serão realizadas em 2020. A legenda ainda não escolheu seu candidato, mas o favorito é o jovem líder cocaleiro e cientista político Andrónico Rodríguez, de 30 anos.

“Fraude”

Neste sábado, Morales usou as redes sociais para denunciar mais uma vez o informe da OEA que apontou “irregularidades” nas eleições. O ex-presidente elencou pesquisas realizadas internacionalmente para denunciar a “farsa” montada pela organização. “Três relatórios sérios destroem os conspiradores do golpe nas eleições na Bolívia e denudam as fraudes da OEA: 1. Universidade de Michigan (Walter Mebane); 2. Centro de Pesquisa Econômica e Política (CEPR) Washington; 3. Mais de 100 especialistas de universidades de prestígio”, pontuou.

“Os três estudos afirmam que não houve fraude e vencemos no primeiro turno. Além disso, os 98 especialistas pedem à OEA que reveja seu relatório e solicitam que o Congresso dos EUA investigue a auditoria fraudulenta patrocinada por Almagro”, completou.

Com informações da Agência Boliviana de Informações

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum