sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Bolívia recebe solidariedade internacional em meio a golpe que derrubou Evo Morales

Além do ex-presidente Lula, do presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, e do ex-ministro Fernando Haddad, diversas lideranças, movimentos e organizações foram a público demonstrar solidariedade ao povo boliviano e condenar o golpe de Estado promovido pela direita aliada com as Forças Armadas.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou neste domingo sua renúncia em meio a uma forte onda de violência promovida por opositores contra lideranças do MAS, seu partido, com queima de casas e sequestros de parentes. “É minha obrigação buscar essa pacificação, espero que Mesa e Camacho entendam essa mensagem. Não prejudique as pessoas pobres, não use as pessoas. […] Estou renunciando para que meus companheiros não sejam intimidados nem ameaçados”, declarou Morales.

Confira algumas reações:

https://twitter.com/DiputadosFPV_pj/status/1193658583306645505

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.