Boris Johnson constrange Bolsonaro em encontro: “Tomem a AstraZeneca. Eu tomei”

Presidente brasileiro respondeu ao primeiro-ministro britânico que "ainda" não tomou a vacina porque estaria "com a taxa de imunização muito alta"

O presidente Jair Bolsonaro sofreu nova humilhação em Nova York (EUA), nesta segunda-feira (20), durante encontro com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. Eles estão na cidade para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Único entre os chefes de Estado do G-20 que não tomou a vacina contra a Covid-19, Bolsonaro passou por situação constrangedora ao receber de Johnson a recomendação para tomar o imunizante de Oxford/AstraZeneca.

“É uma ótima vacina. Tomem a vacina da AstraZeneca”, disse o líder britânico, que emendou: “Eu tomei duas vezes”.

Johnson, então, ficou olhando para Bolsonaro, esperando uma resposta do presidente brasileiro sobre o assunto. O mandatário, então, respondeu encabulado: “Eu não. Ainda não. Eu tive a Covid. Estou com a taxa de imunização muito alta. Eu sempre estive no meio do povo”.

Assista à cena.

Ao noticiar o encontro, o jornal britânico The Guardian classificou Bolsonaro como “o presidente do Brasil que nega o coronavírus”.

Notícias relacionadas

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR