Entrevista exclusiva com Lula
23 de julho de 2019, 08h41

Boris Johnson vence eleições e Reino Unido ganha um Donald Trump britânico

Defensor ferrenho do Brexit, Johnson é notado pelo seu cabelo quase sempre despenteado, pelas gafes e pelo discurso carregado de ódio e preconceito, assim como Trump e outros clones do presidente estadunidense pelo mundo - como Jair Bolsonaro

Boris Johnson e Donald Trump (Reprodução)

O levante do conservadorismo no mundo acaba de fabricar mais uma clone de Donald Trump, desta vez no Reino Unido.

Com com 93.153 votos, contra 46.656 obtidos pelo atual chanceler Jeremy Hunt, Boris Johnson venceu a votação realizada entre membros do Partido Conservador, que governa o país, nesta terça-feira (23) e será o novo primeiro-ministro britânico.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Ele assume o cargo na próxima quinta-feira (25) em lugar de Theresa May, que abriu mão do posto.

Nascido em Nova York, nos EUA, em 1964, Johnson iniciou a carreira como jornalista no The Times, de onde foi demitido após inventar uma frase de um entrevistado propagando uma fake news.

Em 2001 foi eleito parlamentar, mas três anos depois perdeu espaço no Partido Conservador por ter supostamente mentido a respeito de um caso extraconjugal.

Em 2008 foi eleito prefeito de Londres, protagonizando uma cena bizarra, quando ficou preso no ar durante uma tirolesa para promover a Olimpíada realizada na cidade.

Defensor ferrenho do Brexit, Johnson é notado pelo seu cabelo quase sempre despenteado, pelas gafes e pelo discurso carregado de ódio e preconceito, assim como Trump e outros clones do presidente estadunidense pelo mundo – como Jair Bolsonaro.

Entre as falas mais polêmicas e criticadas de sua carreira política estão a vez em que se referiu a homossexuais como “bumboys” (bum, em inglês, é usado para se referir tanto às nádegas quanto a “vagabundos”) e quando declarou que muçulmanas usando o véu que deixa só os olhos à vista se assemelhavam a “caixas de correio”.

Com informações da BBC


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum