Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de janeiro de 2020, 09h01

Câmara dos EUA aprova medida para limitar ações de Trump contra Irã

Democratas acusam Trump de agir de forma imprudente e, com a resolução, buscam impedir novas ações do presidente sem o aval do Congresso

Foto: Shealah Craighead/Casa Branca

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira (9) uma resolução que limita as ações do presidente norte-americano, Donald Trump, no conflito com o Irã. Medida da oposição vem como resposta ao ataque dos EUA no Iraque que matou o general iraniano Qassem Soleimani, dando início a diversas ameaças de vingança e guerra.

A medida, que não é vinculante – ou seja, não precisa ser obrigatoriamente respeitada pela Casa Branca –, ainda vai passar por votação no Senado, onde republicanos têm maioria. No entanto, norma foi aprovada na Câmara com 224 votos favoráveis e 194 contrários, mostrando um Congresso profundamente dividido.

Os democratas acusam Trump de agir de forma imprudente e, com a resolução, a oposição quis mostrar força para impedir novas ações militares do presidente contra o Irã sem o aval do Congresso.

“Primeiro o presidente tem que defender [um ataque] – primeiro, e não depois de lançar um ataque imprudente e, em seguida, apresentar uma razão pela qual era necessário e por que era legal”, afirmou o deputado Eliot Engel, presidente do Comitê de Relações Exteriores da Casa.

Na semana passada, logo após o assassinato de Soleimani, a presidenta da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, foi às redes sociais para criticar Trump. “O administrador do Trump realizou ataques no Iraque contra oficiais militares iranianos de alto nível e matou o comandante iraniano Qasem Soleimani da Força Quds sem um AUMF (autorização de uso de força militar contra terroristas) contra o Irã. Além disso, essa ação foi tomada sem a consulta do Congresso”, escreveu.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum